Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/17177
Título: A relação entre a formação e os niveis de stress, ansiedade e depressão em cuidadores formais de centros sociais
Autor: Pereira, Ricardo José Gonçalves
Orientador: Ramos, Rui Alexandre Devesa
Palavras-chave: Cuidadores formais
formação
stress
ansiedade
depressão
Formal Caregivers
training
stress
anxiety
depression
Data de Defesa: 6-Jan-2015
Resumo: A transformação socioeconómica coloca grandes desafios às Instituições Particulares de Solidariedade Social, principalmente aos Centros Sociais e aos seus cuidadores formais. A formação poderá ser uma variável fundamental para o bem-estar dos cuidadores formais. Por isso, é importante compreender a relação entre a formação e os níveis de stress, de ansiedade e de depressão (SAD) em cuidadores formais que lidam com idosos, doentes crónicos e crianças (Barbosa, Cruz, Figueiredo, Marques & Sousa, 2011; Lopes, 2005; Sousa, 2011; Vicente & Oliveira, 2011). A partir de um estudo quantitativo observacional descritivo transversal, em que participaram 110 cuidadores formais de três Centros Sociais do distrito de Braga, verificou-se que quase um terço da amostra apresenta sintomatologia psicopatológica. A variável formação não parece interferir nos níveis de stress, de ansiedade e de depressão da maior parte dos cuidadores. A variação destes níveis parece explicar-se melhor pela multifuncionalidade dos cuidadores formais.
The socio-economic transformation brings great challenges to Private Institutions of Social Solidarity, particularly to the Social Centres and their formal caregivers. Training can be essential to the well-being of caregivers. So, it is important to understand the relation between training and the levels of stress, anxiety and depression (SAD) in formal caregivers who deal with the elderly, chronically ill and children (Barbosa, Cruz, Figueiredo Marques and Sousa, 2011; Lopes, 2005; Sousa, 2011; Vincent & Oliveira, 2011). From an observational cross-sectional quantitative study, in which 110 formal caregivers from three Social Centres in the district of Braga attended, almost a third of the sample showed psychopathological symptoms. The training does not seem to influence the levels of stress, anxiety and depression for most caregivers. The variation of these levels seems to be explained best by the multifunctionality of formal caregivers.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/17177
Aparece nas colecções:FF - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Ricardo Pereira.pdf1,3 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.