Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/17139
Título: O comprehensive approach na Nato e na UE : duas orientações opostas e convergentes
Autor: Gonçalves, Filipa Cristina Florença
Orientador: Garcia, Francisco Proença
Palavras-chave: Comprehensive Approach
NATO
UE
Afeganistão
Corno de África
WGA
CIMIC
Comprehensive Approach
NATO
EU
Afghanistan
Horn of Africa
WGA
CIMIC
Data de Defesa: 2-Dez-2014
Resumo: O presente estudo centra-se na análise do Comprehensive Approach, na NATO e na UE, na gestão de crises, e sustenta o argumento de que as duas organizações possuem orientações divergentes e convergentes. Partindo do desidrato primário, a consolidação do planeamento e do modo de atuação, o CA foi revigorado e redenominado pelas OI’s, como consequência da expansão de tarefas, tempos e atores, e da interação entre estes. Neste sentido, o argumento foi construído através do estudo da evolução institucional do CA, dos atores, do processo de gestão de crises, das capacidades, da cooperação interna e externa e dos estudos de caso, no Afeganistão e no Corno de África, na NATO e na UE, respectivamente. Deste estudo, percepciona-se a intenção da Aliança em contribuir, como parte integrante da comunidade internacional para o CA, e que a União está interessada em empreendê-lo, através dos múltiplos instrumentos de que dispõe. A simultânea persecução da Grand Strategy, o WGA como método de atuação e a constante busca de inspiração, por parte da UE à NATO, nas questões de planeamento militar, torna-as operacionalmente semelhantes. Os três pontos de encontro elencados confluem numa possível lógica de cooperação, a longo prazo, e numa ideia de convergência, para uma futura gestão de crise.
This study focuses on the analysis of the Comprehensive Approach, in NATO and the EU, in crisis management, and supports the argument that the two organizations have different and convergent guidelines. Starting from the primary purpose, the consolidation of planning and operationalization, the CA was refreshed and renamed by IO's, as a result of expansion of tasks, time and actors, and the interaction between them. In this sense, the argument was built by studying the institutional evolution of the CA, the actors, the crisis management process, the capacities, the internal and external cooperation and the case studies of Afghanistan and Horn of Africa, in NATO and in the EU, respectively. In this study, it is perceived the intention of the Alliance to contribute as part of the international community to the CA, and that the Union is interested in undertake it, through the multiple instruments at its disposal. The simultaneous pursuit of Grand Strategy, WGA as operational method and the constant search for inspiration, by the EU to NATO in military planning issues, makes them operationally similar. The three points listed converge into a possible cooperation on the long term, and for a future joint commitment on crisis management.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/17139
Aparece nas colecções:IEP - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Mestrado Filipa Gonçalves.pdf2,17 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.