Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/17126
Título: The IMF impact on economic and socio-economic indicators : trend analysis
Autor: Gonçalves, Susana Maria Fernandes Ribeiro
Orientador: Oliveira, Francisca Guedes de
Palavras-chave: IMF loans
IMF programs
Empréstimos do FMI
Programas do FMI
Data de Defesa: 8-Jul-2014
Resumo: The International Monetary Fund (IMF or the Fund) was created in 1945 in order to ensure the stability of exchange rates and rebuild the international monetary system. It was a post-war effort to "win the peace" (Vries, 1986). Today, its purpose is to ensure financial stability, promote international trade, job creation, sustainable economic development and poverty reduction (IMF, 2013). Our goal is to determine whether the IMF is fulfilling its purpose through the analysis of correlations between the IMF lending arrangements and a set of indicators. Our methodology involves the construction of correlation matrices within a group of 53 Upper-Middle income and High income countries with IMF loans approved between 1983 and 2012. The results of this study, based on the information available, show that for the correlations observed between IMF lending arrangements and the socio-economic and economic indicators selected are mostly small or unsubstantial. However, in the recent IMF interventions in Europe (Portugal, Greece and Ireland), our results after program approval point to a positive influence in the Current Account Balance indicator, an a negative influence in Gross Domestic Product Growth and Unemployment, reflecting the resolution of the Current Account Balance imbalances at the expense of a decline in GDP Growth and an increase in the Unemployment Rate.
O Fundo Monetário Internacional (FMI ou Fundo) foi criado em 1945, para assegurar a estabilidade das taxas cambiais e reconstruir o sistema monetário internacional. Foi um esforço do pós-guerra para “ganhar a paz” (Vries, 1986). Hoje, o seu propósito é assegurar a estabilidade financeira, promover o comercio internacional, a criação de emprego, o desenvolvimento económico sustentável e reduzir a pobreza (FMI, 2013). O nosso objetivo é determinar se o FMI está a cumprir o seu propósito utilizando a análise de correlações entre os empréstimos do FMI e um conjunto de indicadores. A nossa metodologia envolve a construção de matrizes de correlação dentro de um grupo de 53 países de rendimento Médio-Alto e Alto, com empréstimos do FMI aprovados entre 1983 e 2012. Os resultados deste estudo, baseados na informação disponível, mostram que as correlações observadas entre os empréstimos do FMI e os indicadores socioeconómicos e económicos escolhidos são na generalidade pequenas ou sem significado. Contudo, nas recentes intervenções do FMI na Europa (Portugal, Grécia e Irlanda), os nossos resultados depois da aprovação dos programas apontam para uma influência positiva na Balança de Transações Correntes e negativa no crescimento do Produto Interno Bruto e Taxa de Desemprego, refletindo que a resolução dos desequilíbrios da Balança de Transações Correntes é feita à custa da redução do crescimento do Produto Interno Bruto e do aumento do desemprego.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/17126
Aparece nas colecções:FEG - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
THESIS Final.pdf3,11 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.