Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/17108
Título: Fatores que contribuem para a tomada de decisão dos enfermeiros no cuidado à pessoa adulta com ferida crónica
Autor: Silva, Raquel Marques
Orientador: Deodato, Sérgio
Palavras-chave: Tomada de decisão
Ferida crónica
Enfermagem
Cuidar
Decision Making
Chronic Wound
Nursing
Caring
Data de Defesa: 15-Dez-2014
Resumo: Introdução: A tomada de decisão é um tema importante para os enfermeiros e para a qualidade dos cuidados. Assim, considerámos pertinente estudar a decisão de enfermagem no contexto específico, pouco investigado, do cuidado à pessoa adulta com ferida crónica. Metodologia: O estudo parte da questão, “Que fatores contribuem para tomada de decisão dos enfermeiros no cuidado à pessoa adulta com ferida crónica?”. Definiu-se como objetivos específicos, identificar a tomada de decisão como autónoma ou interdependente no processo de cuidado à pessoa adulta com ferida crónica, identificar os fatores que contribuem para a tomada de decisão dos enfermeiros no cuidado à pessoa adulta com ferida crónica, analisar de que modo os fatores identificados contribuem para a tomada de decisão dos enfermeiros no cuidado à pessoa adulta com ferida crónica e descrever o modo de decisão no cuidado à pessoa com ferida crónica. Optámos por uma investigação do tipo exploratório descritivo, seguindo uma abordagem qualitativa. Os dados foram recolhidos por entrevista semiestruturada, sendo aplicada aos enfermeiros que prestam cuidados a adultos com feridas crónicas, por uma técnica de amostragem não probabilística tipo bola de neve até à saturação dos mesmos. Na análise das narrativas, optámos pela análise de conteúdo segundo Bardin. Resultados: Verificámos que o enfermeiro considera a sua tomada de decisão como autónoma. Identificámos vários fatores que contribuem para a tomada de decisão, tais como: avaliação do enfermeiro, recursos disponíveis, mobilização do conhecimento, recurso a terceiros, opinião do cliente, resultados de enfermagem planeados, experiência clínica, tempo disponível e segurança científica. Obtivemos dois modos de decidir no cuidado à pessoa com ferida crónica. No primeiro os participantes utilizam o processo de enfermagem, mas acrescentam as fases de construção da decisão em equipa multidisciplinar, continuidade dos cuidados e incentivo ao autocuidado do cliente e família, enquanto que, no segundo não recorrem ao processo de enfermagem, fazem-no através de uma decisão não deliberada ou por orientação de outro profissional. Conclusão: A responsabilidade do tratamento e prevenção da pessoa com ferida crónica é atribuída ao enfermeiro, devendo este na sua tomada de decisão ter em conta vários fatores para a escolha da alternativa adequada. Todavia, pretende-se que seja um trabalho em equipa multidisciplinar, com uma visão abrangente e holística, procurandose abandonar o conceito “ferida da pessoa”, e dando-se visibilidade “à pessoa com a ferida”
Introduction: Decision making is an important issue for nurses and quality of care. So, we thought it pertinent to study the decision in the specific context of nursing, poorly researched, care to adult chronic wound. Methodology: The study starts with the question, “Which factors contribute towards the decision making of nurses in the care of adult chronic wounds. We defined as a specific objectives, identifying the decision-making as autonomous or interdependent in the care process of the adult with chronic wound, identify the factors that contribute to the decision making of nurses in the care of adult chronic wound, examine how the identified the factors contribute to the decision making of nurses in the care of adult chronic wound, and describe the method of decision in the care of people with chronic wound. We opted for a descriptive exploratory research, following a qualitative approach. Data was collected through semi-structured interviews, applied to nurses who care for adults with chronic wounds by a snowball type technique of non-probability sampling until saturation of the same. For the analysis of narratives, we opted for the content analysis according to Bardin. Results: We noticed that the nurse considers autonomous decision making. We identified several factors that contribute to the decision making of nurses when providing care to people with chronic wounds, such as: evaluation of nurses, available resources, mobilization of knowledge, use of third parties, customer opinion, results of planned nursing, clinical experience, available time, scientific security. We obtained two ways to decide. The first participants use the nursing process, but added the phases decision making within multidisciplinary team, care continuity and encouragement to client and family self-care, while the second do not use the nursing process, do it through non deliberate decision or other professional decision. Conclusion: Responsibility for the prevention and treatment of persons with chronic wounds is attributed to the nurse, in decision-making to have into account various factors for choosing the optimal alternative. However, it is intended to be a work in a multidisciplinary team with a comprehensive and holistic approach, seeking to abandon the "wound person" concept, and giving up visibility "to the person with the wound.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/17108
Aparece nas colecções:ICS(L) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Fatores que contribuem para a tomada de decisão dos enfermei.pdf1,16 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.