Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/17076
Título: Fisioterapia em cuidados paliativos acção e comunicação no acompanhamento dos doentes
Autor: Vieira, Maria Cristina Faria de Mello
Orientador: Almeida, José Manuel Pereira de
Palavras-chave: fisioterapia
cuidados paliativos
acção-comunicação
ética
dignidade
physiotherapy
palliative care
action-communication
ethic
dignity
Data de Defesa: 2-Fev-2013
Resumo: A participação do fisioterapeuta nos cuidados paliativos contribui para melhorar a qualidade de vida, aliviando a dor e promovendo o bem-estar. Boa parte da acção do fisioterapeuta desenvolve-se pela comunicação com o doente, com os seus familiares e com a equipa. A comunicação é um processo que permite às pessoas trocar informações sobre si mesmas e o que as rodeia. Os seus objectivos são reduzir incertezas, preocupações e expectativas, melhorar os relacionamentos e indicar uma direcção ao doente e à sua família. A honestidade na comunicação é um imperativo ético para uma verdadeira prática clínica. Aprender e treinar técnicas de comunicação é cada vez mais uma necessidade, uma competência a adquirir para uma boa prática nos cuidados de saúde. A investigação da Teoria do Agir Comunicativo de Jürgen Habermas permite iluminar este novo modelo de acção e comunicação. Esta teoria envolve diferentes formas de acção (atitude performativa, agir para o entendimento mútuo, relação interpessoal e intersubjectividade) e de comunicação (onde aborda a ética do discurso e as suas regras; as pretensões de validade, a verdade, a correcção e a veracidade; indica as referências ao mundo objectivo, subjectivo e social). A sua aceitação é um garante da competência comunicativa, tão relevante para uma boa relação comunicacional. A reflexão sobre a teoria de Habermas corresponde a uma perspectiva ética, com uma uniformização de critérios, sendo uma ferramenta teórica susceptível de passar à prática. Penso conseguir contribuir não só para uma nova abertura de horizontes de um novo agir no acompanhamento dos doentes e suas famílias, como também para uma mudança de atitude dos profissionais de saúde, com vista a uma melhoria significativa no relacionamento humano, no respeito, na comunicação e na dignidade da pessoa humana. Esta mudança de atitude pode de igual modo ser alargada a outras áreas da saúde.
The physiotherapist participation in the palliative care process contributes to improve the quality of life, diminishing the pain and promoting the well being of the patient. Much of the physiotherapist action is developed through the communication with the patient, as well as with families and the work team. Communication is a process in which people are allowed to change information not only about them, but also about the world in which they live. The objective is to reduce uncertainty, preoccupation and expectation, to improve relationships and to indicate a direction to the patient and his family. Honesty in the communication process is an ethic imperative for a true clinical practice. Learn and practice communication techniques are an increasing need and necessary skill for a good practice in health care. The investigation of the Communicative Action Theory by Jürgen Habermas, illustrates this new model of acting and communication. This theory involves different forms of acting (performative attitude, acting for mutual understanding, interpersonal relationship and intersubjectivity) and communicating (where speech ethic and its rules are mentioned; validity claims, truth, rightness and sincerity or authenticity; it indicates references of the objective, subjective and social world). Its acceptance is a guarantor of the communicative competence, so important to a communication relationship. The reflection upon Habermas theory corresponds to an ethic perspective with standard criteria being itself, a theoretical tool capable of being put in practice. I am determined to contribute not only with new forms of acting with patients and families, but also on the change of attitude of health professionals, aiming at a material improvement in the human relationship, respect, communication and dignity of the human being. This change of attitude can also be extended to other health departments.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/17076
Aparece nas colecções:ICS(L) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE FINAL.pdf583,27 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.