Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/16954
Título: Planeamento e gestão dos diferentes circuitos de compras : o caso Parfois
Autor: Costa, Maria Madalena Lopes da
Orientador: Ribeiro, Rita
Palavras-chave: Lead time
Cadeia de abastecimento
Fast fashion
Supply chain management
Data de Defesa: 24-Jul-2014
Resumo: A predominância de um único país fornecedor em toda a cadeia de abastecimento acarreta consigo certos riscos de dependência. A transferência e outsourcing de produção para países asiáticos, nomeadamente a China, é o quotidiano da maioria das empresas na indústria de fast-fashion em fashion retail. A redução de custos de produção, incluindo o de mão-de-obra, a possibilidade de produção em grande escala e a rede de infra-estruturas já preparada para grandes cargas no transporte marítimo, parecem ser as principais vantagens de deslocalizar fornecedores. Mas com a ascensão económica e social da China, a competitividade em custos de produção parece estar a desvanecer-se e novos países fornecedores surgem neste panorama, como a Índia. Até que ponto terá impacto a introdução de novos fornecedores, e de um novo país fornecedor? Os lead times são cruciais para este tipo de setor, dependendo daí o sucesso ou fracasso das organizações nesta indústria: o consumidor quer um produto trendy nas lojas o mais rápido e com a maior rotatividade possível. A gestão de uma cadeia tão volátil como as que atuam neste tipo de mercado é um processo complexo e difícil de gerir. A expansão internacional de uma marca pode ainda aumentar esta incerteza de comportamentos do consumidor, sendo tão distintos por zona de influência. Os tempos de trânsito constituem ainda um dos maiores entraves quando se procura uma redução eficiente de lead times. O transporte marítimo é o meio mais utilizado, pelo benefício de custo competitivo e de suporte de carga transportável, no entanto é um dos mais morosos meios de transporte. A aposta em avião de carga poderá ser feita, embora o seu custo por volume transportado seja geralmente mais elevado. Contudo, a pronta resposta seria facilmente atingida. Em ambos os casos são necessários trade-offs, quer em benefício da rapidez e prontidão de resposta (avião), quer em benefício de uma maior eficiência de custos (barco). A metodologia de Investigação-ação irá ajudar a compreender melhor qual o caminho mais viável a seguir, quer em escolha de fornecedores, gestão eficiente de tempos de trânsito e, consequentemente, meios de transporte. Todos estes enclaves de uma otimização de lead times.
The predominance of having a single supplier in a supply chain may bring a certain amount of risks, especially with dependency. Transferring and outsourcing the production to mainly Asian countries, specially China, it’s the regular rule in most companies in fast fashion and fashion retail industry. The reduction of production costs, including labor, the possibility of large scale production and the great infrastructure net already prepared for large loads in maritime transportation, seem to be the primary advantages of relocating suppliers. But with the economic and social development in China the competitive edge in production costs seems to be vanishing and new supplier countries appear in this context, such as India. Which should be the result of acquiring new suppliers in a new supplier country? The lead time is crucial for this type of industry, depending on that the success or failure of companies in these types of market: the consumer wants a trendy product in stores as soon as possible and with a major turnover. The management of a supply chain this volatile as the market in which it competes can be complex to keep agile. The international expansion of a brand can even increase the uncertainty of consumer’s behavior, being so different by influence area. The transit time is one of the main barriers for an efficient lead time management: the maritime transportation is the most used one, whether for the advantages in competitive costs and the volume for large orders and quantities, although it’s one of the most slow transpor tation means. Improving shipping orders by plain can be made, but its transportation costs in volume can be generally higher than these companies usually tend to pay in a more efficient way. However, responsiveness would be rapidly achieved. In both cases tradeoffs are needed, whether tending to a more responsive and rapid approach (plain), or tending to an efficient cost process approach (boat). The methodology of Investigation-action will help to understand better which way is more viable to follow, in the choice of suppliers, efficient transit time management and, hence, transportation means. All of them pillars of an optimization in lead time.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/16954
Aparece nas colecções:FEG - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Final_TESE_- Madalena Lopes da Costa.pdf3,76 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.