Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/16886
Título: Tomada de decisão judicial em casos de abuso sexual : o papel das perícias psicológicas
Autor: Martins, Luís Miguel Oliveira
Orientador: Matos, Raquel
Ribeiro, Catarina
Palavras-chave: Tomada de decisão judicial
Perícia psicológica
Abuso sexual de menores
Credibilidade
Judicial decision making
Psychological expertise
Child abuse
Credibility
Data de Defesa: 31-Jan-2013
Resumo: Este estudo tem como objetivo a compreensão do papel das perícias psicológicas na tomada de decisão judicial em casos de abuso sexual. Esta investigação encontra-se integrada numa mais abrangente cujo objetivo é o de perceber a tomada de decisão judicial no geral. Através de entrevistas a onze magistrados, pretendemos 1) compreender quais as dimensões duma perícia que são mais valorizadas, 2) compreender quais as expectativas que têm acerca das perícias, 3) perceber quais as situações em que a perícia é mais valorizada e útil, 4) explorar se a leitura da perícia difere consoante o perito que a realiza, 5) perceber quais as situações em que os magistrados consideram necessário ouvir o perito que realizou a perícia. Alguns dos resultados encontrados incluem o facto de que a perícia psicológica é particularmente importante para os magistrados quando não existe outro tipo de evidência que prove uma determinada ocorrência de abuso, e que os magistrados esperam que a perícia psicológica consista numa avaliação objetiva e concreta de uma determinada característica da vítima, que nestes casos, frequentemente se trata da avaliação da credibilidade do discurso da criança abusada.
The present study aims to understand the role of the psychological expertise in judicial decision making in sexual abuse cases. This investigation finds itself integrated in a larger one that aims to understand the judicial decision making process as a whole. Through interviews to eleven magistrates, we aim to 1) understand what they value the most in a psychological expertise, 2) understand what their expectations for an expertise are, 3) understand which situations the expertise is most valued and useful, 4) explore if the expertise is interpreted differently depending on the expert who writes it, and 5) understand on which situations the magistrates deem necessary to listen to the expert who wrote the expertise. Some of the main results found in this investigation include the fact that the psychological expertise is particularly important to the magistrates when there’s no other kind of evidence to prove a certain abuse, and that the magistrates expect the psychological expertise to be an objective and concrete evaluation of a certain characteristic of the victim, which in this type of case, usually is an evaluation of the abused child’s credibility.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/16886
Aparece nas colecções:FEP - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Luís Martins - Dissertação.pdf820,7 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.