Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/16869
Título: Auto-eficácia e estilo de vida : um estudo com estudantes universitários
Autor: Carvalho, Catarina Lourenço Jardim
Orientador: Trovisqueira, Ana Margarida
Costa, Eleonora
Palavras-chave: Estilo de vida
Percepção de auto-eficácia geral
Estudantes universitários
Lifestyle
Perceived self-efficacy
College students
Data de Defesa: 2011
Resumo: O presente estudo teve como objectivo principal caracterizar uma amostra de 85 estudantes universitários em relação à adopção de comportamentos de saúde e à percepção de autoeficácia. Foi analisada a associação entre estas variáveis, bem como a influência de algumas variáveis sócio-demográficas nos resultados obtidos. Os instrumentos utilizados foram o Meu Estilo de Vida (Ribeiro, 1993) e a Escala de Auto-eficácia Generalizada (Schwarzer & Jerusalem, 1995; Coimbra & Fontaine, 1999). Os resultados evidenciaram como menos saudáveis as seguintes dimensões de estilo de vida: Exercício, Nutrição, Álcool, Poluição e Prevenção. Na sub-escala Exercício foram encontradas diferenças estatisticamente significativas de género e de frequência de actividades extracurriculares, apresentando o género masculino, bem como os estudantes envolvidos em actividades extracurriculares, maior propensão para a prática de exercício físico. Verificou-se também um efeito significativo da variável residência na sub-escala Risco, evidenciando os alunos deslocados da sua residência resultados menos favoráveis. Ao nível da percepção de auto-eficácia, o género masculino apresentou resultados significativamente superiores ao género feminino. Na associação entre a auto-eficácia e o estilo de vida, apenas o género masculino atingiu a significância estatística nas dimensões Exercício e Cuidado. Foram discutidas as implicações destes resultados para o desenvolvimento de estudos e intervenções futuras ao nível do estilo de vida em estudantes universitários portugueses.
This study's main objective was to characterize a sample of 85 college students in relation to the adoption of health behaviors and perceived self-efficacy. It was analyzed the association between these variables and the influence of some socio-demographic variables on the results. The instruments used were the My Lifestyle (Ribeiro, 1993) and the General Self-efficacy Scale (Schwarzer & Jerusalem, 1995, Coimbra & Fontaine, 1999). The results showed the following less healthy areas: Exercise, Nutrition, Alcohol, Pollution and Prevention. Furthermore, statistically significant differences were found in gender and frequency of extracurricular activities in the sub-scale Exercise, with male gender, and the students involved in extracurricular activities, more likely to exercise. There was also a significant effect of variable residence in sub-scale Risk, showing students displaced from their residence less favourable results. In terms of self-efficacy, the males had significantly higher results than females. There was a statistically significant association between self-efficacy variables and dimensions of lifestyle - Exercise and Care, in males. Were discussed the implications of these findings for the development of future studies and interventions in terms of lifestyle in Portuguese university students.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/16869
Aparece nas colecções:FF - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Temporario.pdf9,29 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.