Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/16754
Título: A experiência de perda e o processo de luto : o papel de uma Unidade de Cuidados Paliativos
Autor: Leal, Andreia Dias
Orientador: Veiga, Elisa
Data de Defesa: 12-Nov-2012
Resumo: Este estudo tem como principal objetivo a compreensão da experiência da perda de uma pessoa significativa e das repercussões na trajetória de vida do enlutado, tendo em consideração o que está intrínseco num processo de luto concomitantemente com o papel de uma equipa de Cuidados Paliativos. Esta investigação procura explorar a dimensão familiar, pessoal, o suporte social e, o impacto da experiência vivida. Neste estudo utilizámos uma abordagem qualitativa, através de entrevistas semiestruturadas a seis participantes, que acompanharam o familiar até ao seu falecimento. Os procedimentos para a análise qualitativa dos dados foram realizados de acordo com os princípios da grounded theory. Dos nossos resultados verificamos uma alteração significativa ao longo de todo o processo nas várias dimensões referidas. O impacto do diagnóstico da doença aumentou a dor e sofrimento no familiar e no doente, tendo repercussões na vivência diária. A perceção de incapacidade e/ou medo de cuidar do familiar com doença avançada, progressiva e incurável urge nos nossos resultados. No entanto, é notório que com a referenciação para uma equipa de Cuidados Paliativos os indivíduos sentem-me mais confiantes no cuidar, sentem que há um espírito de humanismo, de dignidade e respeito dos profissionais. A eficácia na prestação de cuidados, sentida maioritariamente após a referenciação para os Cuidados Paliativos e as crenças religiosas foram das estratégias de coping mais visíveis durante o processo. A morte do familiar é vista com grande impacto na vida dos participantes. Existe uma mudança total ao nível dos projetos de vida, rotinas e identidade pessoal dos participantes, onde há uma necessidade de adaptação ao mundo sem o ente querido. Contudo, os participantes referem que o acompanhamento psicológico ao longo deste processo e especificamente após a morte do ente querido foi um grande contributo para gerir de forma mais satisfatória o processo de luto.
The main aim of the present study is to understand the experience of loss of a significant person and its repercussions on the bereaved’s life, considering what is intrinsic in a mourning process and the concomitant role of a professional team of Palliative Care. This study seeks to explore the familiar, personal and social support dimensions as well as the impact and the repercussions of lived experience. This research used a qualitative approach, using semi-structured interviews with six participants, who accompanied the relative until death. The procedures for qualitative analysis were performed in accordance with the principles of the grounded theory. We found a significant change over the entire process in the different dimensions mentioned above. The impact of disease diagnosis increased pain and suffering in the patient and in the relative, with repercussions in daily life. The perception of disability and/or fear to take care of a relative with advanced, progressive and incurable disease emerged from our results. However, it is clear that the reference to a palliative care team made the participants feel more confident in the care and also feel that there is a sense of humanism, of dignity and respect which became leverage in an adaptive grieving process. The efficiency in providing care, felt mostly after reference to palliative care, and the religious beliefs were the most visible coping strategies in this investigation. The death of a relative is regarded as of great impact on the lives of participants. There is a total change in terms of life plans, routines and personal identity of the participants, where there is a need to adapt to the world without the loved one. However, participants reported that the psychological support throughout this process has been a major contribution to more successfully manage the grieving process.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/16754
Aparece nas colecções:FEP - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Documento dissertação_AndreiaDiasLeal.pdf2,04 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.