Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/16453
Título: A Europa imaginária no cinema de animação tradicional
Autor: Cruz, Tiago Manuel da Silva
Orientador: Megre, Ricardo
Serrazina, Pedro
Palavras-chave: Animação
Europa
Neoclássico
França
Inglaterra
Walt Disney
Estúdio Ghibli
Hayao Miyasaki
Sylvain Chomet
Animation
Europe
Neoclassic
Data de Defesa: 19-Jul-2013
Resumo: A presente dissertação propõe-se ao estudo da Europa como cenário do cinema de animação de forma a tentar perceber quais os elementos mais recorrentes nos diversos filmes que serão analisados e até que ponto este continente é retratado com fidelidade O Continente Europeu é, em animação, alvo de uma recorrente utilização, tanto por parte dos animadores europeus, como de outras nacionalidades. Deste modo tentaremos explorar os elementos retratados e desconstruir as imagens que compõem as várias obras. Houve a intenção de variar na escolha dos projectos analisados, de forma a que cada um tenha uma característica que o distinga dos demais. Abrangendo três dos estúdios mais relevantes no mundo da animação, encontraremos dois trabalhos dos estúdios Walt Disney, 101 Dalmatians (1961) e The Aristocats (1970), seguido de um trabalho de autor realizado por Sylvain Chomet, The Illusionist (2010) que se junta a uma produção do estúdio francês Folimage, A Catin Paris (2010). Terminaremos com os estúdios Ghibli e os filmes Howl'sMovingCastle (2004) Lupin the III: Castle of Cagliostro (1979) e Kiki's Delivery Service (1989). Paralelamente foi produzida uma curta-metragem, Um Passo em Frente que, embora não inclua directamente os elementos abordados na parte teórica deste trabalho, foi concretizada utilizando a técnica de animação 2D e inclui cenários detalhados. Centrando-se mais na Europa Central e do Norte, as influências do neoclássico e da arquitectura do norte europeu, juntamente com um fascínio pela revolução industrial, compõem grande parte do imaginário das obras que foram analisadas.
This Dissertation focuses on the study of Europe as a setting for different animation films, and so we will try to understand, and highlight, the multiple elements that put together, recreate this European ambient, and how close do they get to capture reality. Europe is one of the most recurring settings in animation, not only in European productions but also in international ones. For this particular study we will focus on two of the major international studios, Walt Disney and Studio Ghibli, as well as a few independent European films, so we can have a broader understanding, on how different cultures approach the same subject. The selected films will be, 101 Dalmatians (1961) and The Aristocats (1070) by Walt Disney Studios, How's Moving Castle (2004), Lupin the III: Castle of Cagliostro (1979) and Kiki's Delivery Service (1989), by Studio Ghibli and A Cat in Paris (2010) by French studio Folimage and The Illusionist (2010) by Sylvain Chomet. As a side project a 2D animation film was produced that tried to convey some of the notions that we discussed earlier. There is a particular interest in central and northern Europe, with particular influences in neo-classic architecture as well as the industrial revolution, which give a very interesting backdrop and a very rich one image wise.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/16453
Aparece nas colecções:EA - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tiago Cruz.pdf6,33 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.