Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/16407
Título: Significados que a pessoa idosa atribui à sua dependência no autocuidado
Autor: Costa, Tânia Filipa Santos
Orientador: Vioeira Vieira, Margarida
Palavras-chave: dependência
atividades de vida diárias
significado atribuído à dependência
pessoa idosa
comunidade
dependency
activities of daily living
meaning of dependency
elderly person
community
Data de Defesa: 20-Abr-2013
Resumo: No século XXI, Portugal depara-se com o acréscimo do envelhecimento populacional que contribui para o aumento da incidência de doenças degenerativas e crónicas, que por sua vez, potenciam a dependência no autocuidado e naturalmente a inaptidão do Serviço Nacional de Saúde para responder as necessidades dos das pessoas idosas. Perante tais circunstâncias, as pessoas idosas e dependentes no autocuidado sentem-se desamparados e atribuem um significado à dependência no autocuidado que influência a sua dinâmica pessoal/familiar e qualidade de vida. Com este estudo, pretendemos identificar o significado que a pessoa idosa, a residir no domicílio e dependente em pelo menos uma atividade de vida diária, atribuiu à dependência no autocuidado. Realizou-se um estudo qualitativo com recurso à fenomenologia hermenêutica. A amostra intencional foi constituída por 5 pessoas idosas com idade superior a 80 anos, residentes em contexto domiciliário, utentes de um serviço de apoio domiciliário e dependentes em pelo menos uma atividade de vida diária. A colheita de dados foi efetuada, após consentimento informado do participante, com recurso à entrevista não estruturada realizando-se, posteriormente, a transcrição integral e análise temática. Os dados revelaram que os significados que a pessoa idosa dependente no autocuidado atribuiu à dependência são subordinados à perceção de perdas e ganhos associados às circunstâncias da mesma. Assim, associada à perceção de perdas emergiram os significados: comprometimento da dignidade humana; ser afetado pela dependência no autocuidado, sentir-se prisioneiro no interior de um corpo inútil e apagando-se a razão de viver, enquanto aliada à perceção de ganhos emergiu o significado: sentir-se importante para o outro. Face a tais dados a enfermagem de proximidade adquire um papel relevante na gestão do significado que a pessoa idosa dependente no autocuidado atribuiu a dependência. Contudo, torna-se fundamental, atender à integralidade do ser humano cuidado de forma a identificar as suas necessidades reais e consequentemente implementar intervenções personalizadas dirigidas ao próprio mas que considerem, também, o subsistema família um foco de atenção. Considerando o atual contexto, destaca-se igualmente a importância da capacitação do cuidador para o exercício do papel, de modo a contribuir para a promoção da qualidade de vida de ambos os intervenientes.
In the XXI century, Portugal is confronted with the addition of an aging population that contributes to the increased incidence of degenerative and chronic diseases, which in turn, enhance the dependency on self-care and, of course, the inability of the National Health Service to meet the needs of the self-care dependent elderly. Given these circumstances, the elderly dependent in self-care feels helpless and attributes meanings to the dependency on self-care that influence their dynamic personal/family and quality of life. With this study, we wanted identify the meanings that the elderly, who live at home and are dependent on at least one activity of daily living, attributed to dependency on self-care. We conducted a qualitative study using the hermeneutic phenomenology. The sample was formed by five elderly, aged over 80 years, who living in home, are users of home help service and dependents on at least one activity of daily living. Data collection was conducted, after informed consent of the participant, using the not structured interview, and then, we performed the complete transcription and thematic analysis. The data revealed that the meanings that dependent in self-care elderly attributed to the dependence are contingent to the perception of gains and losses associated with the circumstances. Thus, associated with perception of losses emerged the meanings: impairment of human dignity, be affected by dependence on self-care, feel like a prisoner inside a useless body and erasing the ratio of living, while allied to the perception of gains emerged the meaning: feel important to the other. Given such data, the proximity nursing acquires a relevant role in the management the meanings of dependency as assigned by dependent in self-care elderly. However, it is essential, caring of the entirety human to identify their needs and consequently implement customized interventions directed to own, but also, regarding the family subsystem as focus of attention. Considering the current context, stands to the importance of training the caregiver to exercise the role in order to contribute to the promotion of quality of life of both parties.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/16407
Aparece nas colecções:ICS(P) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Tânia Costa .pdf1,67 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.