Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/16318
Título: O significado do arranjo pessoal para o idoso e uma vida de qualidade
Autor: Bastos, Vera Lúcia Pinto
Orientador: Vieira, Margarida
Almeida, Armando
Data de Defesa: 26-Nov-2013
Resumo: O Arranjo Pessoal apresenta-se como um tipo de Autocuidado, e desta forma, como um foco de Enfermagem, no qual o enfermeiro possui toda a autonomia de intervenção. Apesar da investigação nesta área ser bastante extensa, relativamente a este tema específico, revela-se um pouco limitada. Assim, surgiu a necessidade de estudar as experiências de vida de um conjunto de idosos, de forma a perceber o significado do seu Arranjo Pessoal com vista a uma vida de qualidade. Neste contexto, e seguindo o caminho apontado por Van Manen (1990), desenvolvemos um estudo fenomenológico com o intuito de tentar perceber não só a vivência do Arranjo Pessoal, mas também o significado que as pessoas lhe atribuem. Neste sentido, selecionou-se uma amostra de conveniência, composta por seis idosos. Como método de colheita de dados foi utilizada a entrevista não estruturada e feita uma análise do significado da informação obtida. O Arranjo Pessoal apesar de variar de individuo para individuo, dependendo do contexto e do meio em que este se insere, mostra-se de enorme relevância na vida dos participantes, alguns com maior consciência disso, outros nem tanta. Percebe-se o quão lhes é benéfico cuidarem de si, e as consequências que essa atividade lhes traz por si mesmos, e lhes traz mediante o efeito que provoca nas pessoas que os rodeiam. Por outro lado, pode mostrar-se bastante danoso e limitador, quando ausente ou quando inadequado a determinado momento. Seja pela possibilidade de crítica externa, seja por não se reconhecerem na forma como se encontram. O enfermeiro poderá revelar um papel fundamental, no diagnóstico, na intervenção, e na avaliação das respostas que os indivíduos manifestam face a problemas/inadaptações decorrentes deste foco. Deverá perceber as expectativas de cada pessoa na sua especificidade, perceber de que forma o arranjo é vivenciado por cada um, e agir de forma a melhorar ou manter a qualidade de vida das pessoas com quem contacta.
The Personal Grooming presents itself as a type of self-care, and thus, as a focus of Nursing, where the nurse has full autonomy to intervene. Although research in this area is quite extensive, in this particular topic, is far from adequate. Hence, the need to study life experiences of a number of elderly people has aroused, in order to perceive the meaning of their Personal Grooming and quality of life. In this context, and following the path proposed by Van Manen (1990), it was developed a phenomenological study to try to understand, not only the Personal Grooming experience, but also its meaning. Therefore, a convenience sample was selected consisting of six seniors. The selected methodology for the data collection was the unstructured interview followed by a significance analysis of the information obtained. Despite Personal Grooming varies between each individual, depending on the context and environment in which he belongs, it shows great relevance in the participants lives, some with more awareness than others. When people take care of themselves, all the benefits can be perceived and consequences provided by this activity positively influence those around them. Furthermore, when absent or inadequate at any given time, the Personal Grooming can be very damaging and restricting, both by the possibility of external criticisms or by not recognizing themselves in the way they are. Nurses could prove a key role in diagnosis, intervention and evaluation of data gathered from individuals when faced with problems/inadequacies due to this focus. Thereby, nurses should understand each person expectations in its specificity, how the Personal Grooming is experienced and act accordingly in order to improve or maintain the quality of life of the seniors with whom he interacts.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/16318
Aparece nas colecções:ICS(P) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação de Mestrado em Enfemagem - Vera Bastos.pdf295,8 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.