Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/16254
Título: O anúncio da morte de Deus
Autor: Serra, José Pedro
Data: 1991
Editora: Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa
Citação: SERRA, José Pedro - O anúncio da morte de Deus. Didaskalia. Lisboa. ISSN 0253-1674. 21:1 (1991) 79-89.
Resumo: A questão que antes de mais importa colocar é esta: que significa a afirmação Deus morreu? Como mostrou Martin Heidegger, enganar-nos-íamos se interpretássemos a morte de Deus como a afirmação de uma convicção pessoal ou de uma descrença, que, embora de sinal contrário, permaneceria no mesmo plano da crença. Não se trata de uma afirmação de fé ou falta dela proclamada por um individuo ou um grupo a que se oporiam as convicções de outro; da mesma forma, não é o resultado de um corpo de razões e argumentos aos quais se poderia contrapor outras razões, outros argumentos. A morte de Deus não é uma questão pessoal, limitada à esfera da privacidade individual, mas o culminar de um longo processo histórico começado em Sócrates — a quem Nietzsche chamava esse plebeu inculto — ou nas palavras de Heidegger, o culminar da metafísica ocidental.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/16254
ISSN: 0253-1674
Aparece nas colecções:RD - 1991 - Vol. 021 - Fasc. 1

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
V02101-079-089.pdf316,36 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.