Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/16243
Título: A cronologia de desenvolvimento do segundo molar e sua relação com a estimativa forense da idade
Autor: Castel-Branco, Ana Margarida Nunes F.
Orientador: Figueiredo, Andreia
Figueiredo, Cristina
Palavras-chave: Método de Demirjian
Estimativa da idade
Desenvolvimento dentário
Radiografias panorâmicas
Medicina Dentária Forense
Demirjians’ method
Age estimation;
Dental development
Panoramic radiographs
Forensic Dentistry
Data de Defesa: 9-Set-2014
Resumo: Introdução: A estimativa da idade insere-se numa área de conhecimento científico que tem vindo a assumir especial importância no âmbito da Medicina Dentária Forense. Apresenta maior relevância em indivíduos vivos e o seu principal objeto de estudo são as crianças, constituindo uma ferramenta chave para o estabelecimento da sua identidade. O estudo da maturação dentária, através de radiografias panorâmicas, constitui um dos métodos mais credíveis para a estimativa da idade. Objetivos: Avaliar a aplicabilidade do método de Demirjian para a estimativa da idade em crianças e investigar a possível correlação entre o estadio de mineralização do dente 3.7 e a idade cronológica da criança, numa amostra populacional da Clínica Dentária da Universidade Católica Portuguesa de Viseu. Materiais e métodos: Para o efeito, serão examinadas as radiografias panorâmicas de todas as crianças constantes no ficheiro clínico da CDU – Viseu, entre os 5 e os 16 anos de idade. Este estudo foi baseado na escala de pontuações do segundo molar em ambos os sexos, para os diferentes estadios de desenvolvimento dentário, segundo o método de Demirjian. A diferença entre a idade dentária e a idade cronológica foi analisada e comparada através da utilização de modelos de regressão multilinear. Resultados: O desenvolvimento do dente 3.7 assente na metodologia desenvolvida por Demirjian é um indicador válido para prever a idade em crianças e adolescentes da população de Viseu, Portugal. Discussão: Foi possível observar a existência de uma correlação entre a idade estimada e a idade cronológica e ainda que o desenvolvimento dentário, concretamente do segundo molar mandibular, ocorre mais precocemente nas raparigas do que nos rapazes. Estes resultados vão de encontro aos de outros estudos Conclusão: Existe uma associação expressiva entre a idade estimada e os estadios de mineralização atribuídos ao segundo molar permanente inferior, segundo o método de Demirjian.
Introduction The age estimation belongs to an area of scientific knowledge that has assumed particular importance in the context of Forensic Dentistry. Presents greater relevance in living individuals and the main object of study are children, since it is a key tool for the establishment of their identity. The study of dental maturation, through panoramic radiographs, is one of the most reliable methods for age estimation. Objectives: The aim of this study is to evaluate the applicability of Demirjian’s method for age estimation and investigate the possible correlation between the stage of the 3.7 tooth, and the chronological age in a population sample of Viseu, from the Catholic University’s Dental Clinic. Materials and methods: For this purpose, will be examined, the panoramic radiographs of all children between 5 to16 years of age. This study was based on scale scores of the second molar, in both sexes, for different stages of tooth development, according to Demirjian’s method. The difference between dental age and chronological age will be analyzed and compared by using multilinear regression models. Results: The development of tooth 3.7, based on the methodology developed by Demirjian, is a valid indicator to predict the age of child and adolescent population of Viseu, Portugal. Discussion: It was possible to observe the existence of a correlation between the estimated age and chronological age and also the tooth development, specifically the mandibular second molar, that occurs earlier in girls than in boys. These results agree with those of other studies. Conclusion: There is a significant association between the estimated age and stages of mineralization attributed to the lower second molar, according to Demirjian’s method.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/16243
Aparece nas colecções:DCSV - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE FINAL PDF.pdf1,09 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.