Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/15998
Título: Relatório de estágio em cuidados paliativos
Autor: Almeida, Maria Sofia Vila Verde Barbosa
Orientador: Santos, Alzira Teresa Vieira Martins Ferreira
Data de Defesa: 4-Dez-2012
Resumo: Pensar e falar em cuidados paliativos é um desafio pessoal, profissional e social. A necessidade como profissional de ter uma atitude ativa baseada em presupostos cientificos em situações tão carentes de cuidados e rotulados diversas vezes como “um insucesso profissional” tal como o final de vida, incentivaram a procura de respostas. A nivel social, a falta de informação fomentando o preconceito adstrito aos cuidados paliativos provocam um estímulo para difundir e esclarecer o seu conceito e áreas de atuação. Neste prisma adveio a minha necessidade sustentada de concretizar um estágio como meio de materializar o Mestrado em Cuidados Paliativos. O percurso descrito neste relatório de estágio ao longo das diversas instituições tenta explanar de uma forma sintetizada as atividades desenvolvidas, competências adquiridas, e consequentes reflexões críticas. Efetuei um estágio clínico mais alargado e aprofundado na Equipa de Suporte em Cuidados Paliativos na Unidade Local de Saúde de Matosinhos, articulando o âmbito hospitalar e domiciliário, assim como um pequeno estudo sobre os principais motivos das chamadas telefónicas recebidas por esta equipa. Realizei um estágio de observação/ participação no Hospital Residencial do Mar e estágio de observação complementado com formação no Centro Assistencial de San Camilo o qual me proporcionou a oportunidade de refletir sobre a sua adequabilidade ao contexto português. A par disso, desenvolvi outras atividades tais como formação efetuada a jovens para divulgação dos Cuidados Paliativos e atualização de conhecimentos com participação em Jornadas e reuniões de enfermagem. Constatei e assimilei ao longo deste percurso que a investigação, a filosofia, e áreas centrais de atuação definidas em Cuidados Paliativos extrapoladas para a prática são o sustentáculo de equipas de profissionais de saúde que apesar de um trabalho árduo e constante fazem a diferença no cuidar do ser humano. O ser humano tem medo da morte, tema incómodo, nomeadamente para jovens e crianças, mas particularmente, tem medo do sofrimento, da perda de autonomia e respeito pela sua dignidade humana. Os Cuidados Paliativos são definitivamente a área especializada de atuação, que como profissional de Enfermagem me abriu perspetivas para um cuidar ativo, personalizado, humanizado, integral e realista
To think and to speak of palliative care is a personal, professional and social challenge. As a professional, the need to have an active attitude established on scientific presumptions regarding situations so devoid of care and often tagged as “a professional failure” like the end-of-life, encouraged the search for answers. On social level, the lack of information endorsing the prejudice attached to palliative care rouse a spur to spread out and to clarify its concept and areas of practice. In this light my sustained need to do an internship sprang as a mean to reify the MSc in Palliative Care. The path described in this internship report alongside the various institutions tries to explain in a synthesized way the developed activities, acquired skills, and consequent critical reflections. I have done a broader and deeper clinical internship in the Local Health Unit of Matosinhos Team of Support in Palliative Care, articulating hospital and home care, as well as a small study on the main reasons for incoming phone calls of this team. I have taken an observation/participation internship at Hospital Residencial do Mar and an observation internship enhanced with training at Centro Assistencial de San Camilo, which provide me the opportunity of reflecting on its suitability to the Portuguese health context. In addition, I have developed other activities such as training for young people spreading Palliative Care and updating knowledge participating in conferences and nursing meetings. I have noticed and incorporated along this course that the research, philosophy, and core areas of activity defined in Palliative Care extrapolated to practice are the fulcrum of health professionals’ teams that despite hard and constant work make the difference on the care of the human being. The human being is afraid of death, an awkward issue, especially for young people and children, but particularly, afraid of suffering, loss of autonomy and respect for their human dignity. Palliative Care is definitely the specialized area of action that as a professional of nursing opened me prospects for an active, personalized, humanized, complete and realistic caring.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/15998
Aparece nas colecções:ICS(P) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Relatório_Estagio_Sofia_final.pdf3,9 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.