Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/15838
Título: Prevalência de cárie dentária e fluorose dentária numa amostra de crianças e adolescentes de um meio com água fluoretada (Ponta Delgada) e de um meio sem água fluoret (Viseu) : estudo piloto
Autor: Arrimar, Ana Carolina Cardoso
Orientador: Leitão, Jorge Galvão Martins
Veiga, Nélio Jorge
Palavras-chave: Flúor
Cárie Dentária
Fluorose dentária
Fluoretação da água
Água naturalmente fluoretada
Índice CPOD
Índice Dean
Fluoride
Dental Caries
Dental Fluorosis
Water Fluoridation
Naturally fluoridated water
DMFT Index
Dean's Index
Data de Defesa: 17-Set-2012
Resumo: Introdução: O consumo de água fluoretada e o recurso a outros métodos de administração de flúor tem sido utilizado eficazmente, há várias décadas, na prevenção de cárie dentária, no entanto, tem sido associado a um aumento da prevalência de fluorose dentária. Objectivos: Avaliar a prevalência de cárie dentária e fluorose dentária numa amostra de jovens de um meio com água naturalmente fluoretada (Ponta Delgada) e de um meio sem água fluoretada (Viseu). Relacionar o índice CPOD e o índice de Dean com variáveis sócio-demográficas, hábitos de higiene oral, consumo de alimentos açucarados e acesso a diferentes formas de administração de flúor. Metodologia: Realizou-se um estudo-piloto desenhado como estudo epidemiológico observacional transversal que avaliou uma amostra de 157 jovens de Ponta Delgada e 98 de Viseu, entre os 10 e 17 anos, com uma média de idades de 12,77 e 11,21 anos, respectivamente, através da realização de um exame intra-oral, para análise do índice CPOD e índice de Dean, e de um questionário para avaliação das características sócio-demográficas, comportamentos de saúde oral e acesso a diferentes formas de administração flúor. Na inferência estatística foram utilizados o teste do Qui-Quadrado e o teste exacto de Fisher para identificar a existência de dependência entre as variáveis em análise. Resultados: Os resultados revelaram, em Ponta Delgada, uma menor prevalência de cárie dentária (CPOD: 2,20 vs. 1,60) e uma prevalência de fluorose dentária 4 vezes superior à de Viseu (15,3 vs. 4,1%). Identificou-se um maior consumo de alimentos açucarados, em Ponta Delgada, mas também melhores práticas de higiene oral. Apesar de menos de 30% dos jovens na amostra de Ponta Delgada consumirem água fluoretada da rede de abastecimento público, um em cada quatro apresentava fluorose dentária. Conclusão: O efeito terapêutico do flúor presente naturalmente na rede de abastecimento público de água de Ponta Delgada, associado a uma melhor higiene oral e ao acesso disseminado a múltiplas formas de administração de flúor alternativas, condiciona, comparativamente com Viseu, onde não há acesso a água fluoretada, uma redução da prevalência e severidade de cárie dentária. Contudo, este efeito protector da fluoretação natural da água é contraposto por uma prevalência de fluorose dentária quatro vezes superior àquela encontrada em Viseu
Introduction: Fluoridated water consumption alongside other means of fluoride administration have been efficiently used for many decades in the prevention of dental caries. However, its use has been associated with a raising prevalence of dental fluorosis. Objectives: To evaluate and compare dental caries and dental fluorosis prevalence among a sample of students from a region with fluoridated water (Ponta Delgada, Azores) and another sample from a non-fluoridated region (Viseu). To relate DMFT and Dean's Indexes with socio-demographic variables, oral health behaviours, sugar consumption and access to different sources of fluoride administration. Methods: A cross-sectional study was conducted to evaluate a sample of 157 students from Ponta Delgada and 98 from Viseu, aged 10 – 17 years old, with an age average of 12,77 and 11,21 years, respectively. An intra-oral examination to identify the DMFT and Dean's Indexes was performed in every student, whom was also asked to fill in a questionnaire to assess socio-demographic data, oral health behaviours and access to different means of fluoride administration. Statistical analysis was completed using the Qui-square test and Fisher's exact test to identify dependence among the variables included in the study. Results: The results revealed a lower prevalence of dental caries in Ponta Delgada (DMFT: 2,20 vs. 1,60 ) but an almost 4 times higher prevalence of dental fluorosis (15,3 vs. 4,1%). The students from Ponta Delgada had a higher sugar consumption, although they revealed better oral health behaviours. Despite only less than 30% of the sample from Ponta Delgada used to drink water from the public fluoridated water supply, in this subgroup that did, one in every four students had dental fluorosis. Conclusion: The therapeutic effect of the natural presence of fluoride in the water supply system of Ponta Delgada, alongside better oral health behaviours and widespread access to alternative sources of fluoride, led to a lower prevalence and severity of dental caries, when compared to Viseu, a non-fluoridated region. However, this beneficial effect of fluoridated water found in Ponta Delgada is counter-balanced by an almost 4 times higher prevalence in dental fluorosis.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/15838
Aparece nas colecções:ICS(V) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Ana Arrimar versão final.pdf1,78 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.