Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/15769
Título: A ansiedade na performance musical : a perspectiva de pianistas profissionais
Autor: Rodrigues, Maria Salomé Dias
Orientador: Coimbra, Daniela
Data de Defesa: 2009
Resumo: Muitos são os intérpretes (estudantes e profissionais) que experimentam dificuldades em se apresentar em público por sofrerem de elevados níveis de ansiedade na performance. São, igualmente, conhecidos exemplos de músicos excelentes que, numa sala de concertos, jamais conseguem alcançar o máximo do seu nível artístico devido a este mesmo fenómeno, também conhecido como medo do palco. É neste contexto que se enquadra o objectivo do presente trabalho. Pretendeu-se averiguar se, e de que forma, a ansiedade na performance se manifesta em pianistas profissionais, em que circunstâncias ocorre e que estratégias são utilizadas por estes para lidar com o fenómeno de modo a optimizar as suas possibilidades de sucesso. Um objectivo adicional foi o de averiguar como é que os pianistas estudados abordam este tema na sua actividade como professores do ensino superior de piano. Para tal, foram realizadas 10 entrevistas semi-estruturadas a pianistas profissionais portugueses, que são simultaneamente intérpretes e professores. As entrevistas foram sujeitas a uma análise qualitativa de conteúdo usando o método Interpretative Phenomenological Approach (IPA, Smith, 1995). Os resultados da análise de conteúdo indicaram que os pianistas profissionais inquiridos no presente estudo não estão imunes à ansiedade na performance, mas tentam direccioná-la para a fase de preparação para o concerto. O estudo revelou, também, que um certo grau de ansiedade é considerado normal e mesmo benéfico, uma vez que permite melhorar a performance, alertando o intérprete para a mobilização dos recursos necessários ao sucesso. Como professores, os intérpretes baseiam-se na sua experiência pessoal na abordagem do tema com os seus alunos, e apesar de considerarem que cada indivíduo deve encontrar os métodos mais adequados para si próprio, aconselham as estratégias de coping1 que utilizam para si mesmos. Conclui-se assim a importância fundamental da utilização de estratégias de intervenção durante o processo de preparação do concerto para controlar e impedir o desenvolvimento da ansiedade debilitante, convertendo-a numa aliada da realização que não prejudique as carreiras profissionais dos intérpretes.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/15769
Aparece nas colecções:EA - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Temporario.pdf9,29 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.