Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/15751
Título: Intervenção cognitiva na demência : um contributo para a melhoria da qualidade dos cuidados de enfermagem
Autor: André, Cândida Zélia Fernandes Bicho
Orientador: Santos, Alexandra Sarreira
Data de Defesa: Nov-2013
Resumo: O panorama social actual revela um aumento progressivo no envelhecimento populacional. Este facto traz consequências sociais graves para a economia e para a família. Existem vários mitos na nossa sociedade associados ao envelhecimento, sendo o mais comum agregar o envelhecimento às perdas cognitivas resultantes de demências. Embora na nossa sociedade o tratamento das demências seja essencialmente farmacológico, vários são os estudos que evidenciam os benefícios da intervenção cognitiva como terapêutica co-adjuvante pelo que se torna pertinente estudar as intervenções que mantenham ou recuperem a funcionalidade do idoso com demência e que permitam ao mesmo viver o melhor tempo possível na comunidade. Assim sendo, o objectivo principal foi avaliar a eficácia e o impacto do treino cognitivo em melhorar a memória e os outros aspectos do funcionamento cognitivo dos utentes. Deste modo foi aplicado um programa de treino cognitivo a um grupo de nove utentes com uma frequência de uma a duas vezes por semana com a duração aproximada de 1 hora, durante um período de 10 semanas. Os resultados observados e manifestados pelos utentes sugerem que o programa realizado pode auxiliar na estabilização da demência ou resultar até mesmo numa melhoria dos deficits cognitivos e funcionais dos utentes. Estes, apontam que as técnicas utilizadas poderão ser adaptadas á nossa realidade e utilizadas pelos Enfermeiros na sua prática clínica com utentes com demência, como forma de melhorar a qualidade dos cuidados prestados
The current social panorama discloses a gradual increase in the aging of world populations. This fact brings serious social consequences for the economy and for families. In our society, there are many myths associated with aging, the most common being the fact that aging is associate to the resultant cognitive losses of dementia. Even though the treatment of dementia is essentially pharmacological, in our current society, there are several studies that support the benefits of cognitive intervention as a complementary treatment. So it is important to analyze the interventions that help maintain or recover the elder’s functionality, despite their demential process, allowing them to live the best way possible inside their own community. For this matter, the main purpose of this report is to evaluate the effectiveness and the impact of cognitive training to improve memory and other aspects of cognitive functioning of patients with dementia. Subsequently a cognitive training program was applied to a group of nine people with dementia, one or two times per week, with an estimated time of 1 hour in each session, for a period of 10 weeks. The observed results and the results expressed by patients about the program suggest that the cognitive training program that was applied stabilize dementia or have a good result as a cognitive and functional improvement of the patient’s deficits. These results show that the used techniques could be adapted to our reality and could be used by Nurses in their daily practice as a way to improve the quality of the given care.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/15751
Aparece nas colecções:ICS(L) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Mestrado - Cândida Zélia Fernandes Bicho André.pdf9,57 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.