Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/15744
Título: Parentalidade e atenção paliativa pediátrica : necessidades e dificuldades emocionais dos pais e dos irmãos da criança doente
Autor: Alves, Sandra Portela
Orientador: Almeida, Filipe Nuno Alves dos Santos
Almeida, Susana Novias de
Data de Defesa: Abr-2012
Resumo: Este estudo de carácter descritivo exploratório visa compreender as necessidades e dificuldades emocionais dos pais cujo (a) filho (a) vivencie doença que exige atenção paliativa pediátrica. Pretende ainda explorar quais as necessidades e dificuldades emocionais dos irmãos da criança doente na perspectiva dos pais. Foi utilizada uma metodologia mista, com um design de triangulação, um tipo de metodologia na qual são recolhidos dados diferentes mas complementares acerca da temática em estudo segundo uma abordagem que engloba análise qualitativa e quantitativa. Aplicou-se a Emotional Asessment Scale – EAS (Carlson et al., 1989; Moura-Ramos, 2006) para avaliar a reactividade emocional dos pais e um questionário de auto-preenchimento para avaliar as estratégias implementadas no sentido da manutenção da adaptação psicológica, procurando perceber se existem diferenças entre mãe e pai a este nível. De forma concorrente, foi utilizado um instrumento qualitativo, uma entrevista semi-estruturada, que permitiu explorar as experiências subjectivas dos pais. Foram entrevistados 3 casais, 3 pais e 12 mães e responderam à EAS 35 pais e mães e ao questionário 33 mães e pais. Para o tratamento de dados foi utilizada a análise de conteúdo e estatística descritiva e inferencial. Apesar da reduzida dimensão da amostra, concluiu-se que não existem diferenças significativas quanto à reactividade emocional entre pais e mães apesar de existirem diferenças na verbalização das experiências emocionais. Foram encontradas 7 categorias fundamentais no que diz respeito às dificuldades emocionais apresentadas pelas figuras parentais, nomeadamente relacionadas com a gestão emocional do impacto do processo de doença, com a gestão das alterações impostas às dinâmicas familiares e com as questões da comunicação. Foram encontradas 13 categorias fundamentais ao nível das necessidades emocionais verbalizadas pelos pais e mães, sobretudo relacionadas com a activação das redes de suporte, procura de informação e com a procura do significado do processo de doença. No que diz respeito aos irmãos da criança doente, os pais consideram importante englobá-los na prestação de cuidados à criança, sendo que as suas maiores dificuldades prendem-se com o afastamento relacional entre os diferentes elementos da família bem como a vivência de emoções e sentimentos negativos. Foram ainda encontrados resultados noutras áreas relacionadas com o tema em estudo com implicações relevantes para a intervenção psicológica e organização dos serviços, bem como conclusões associadas às características sócio-demográficas da amostra e às características dos processos de doença, relevantes para a explicação da questão central em estudo
This is a descriptive explorative study that tries to understand the parents emotional needs and difficulties, whose child has a life-limiting illness. It also seeks to explore the parents perspectives of the siblings’ emotional needs and difficulties. A mixed methods research was used, with a triangulation design, a type of design in which different but complementary data will be collected on the same topic. The Emotional Assessment Scale (Carson et al., 1989; Moura-Ramos, 2006) was applied to access the parents emotional reactivity as well as a self-fulfilment questionnaire to access the strategies applied by them in order to maintain their psychological adaptation, with a purpose to understand if there are parental differences at this topic. At the same time, it was applied a qualitative semi-structured interview that allowed to explore the parental subjective experiences. We interviewed 3 couples, 3 fathers and 12 mothers; 35 parents answered to the EAS and 33 parents answered the questionnaire. For the data analysis it was used content analysis and descriptive inferential statistics. Although the sample was small, it was concluded that there are no significant differences between fathers and mothers’ emotional reactivity, although there are differences associated to the verbalization of such emotional experiences. Seven fundamental categories were found concerning the parents emotional difficulties related to the emotional management of the illness process impact, with the management of the imposed family dynamics changes and also with communication problems. Thirteen fundamental categories were also found related to parents emotional needs, mainly associated with the seeking of social support, information as well as the meaning of the illness process. Concerning to the siblings, parents consider important embodying them in the child’s care, as their biggest difficulties are related to being distant from their relatives and the experience of negative emotions and feeling. Results were also found in other areas related with this topic with relevant implication to the psychological intervention and to services organization as well as conclusions with relevance to the explanation of the main question of this study, associated to this sample social-demographic and illness processes characteristics.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/15744
Aparece nas colecções:ICS(P) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação de mestrado-Sandra Portela Alves.pdf5,54 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.