Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/15716
Título: Presença de Santo Agostinho no pensamento filosófico português
Autor: Caeiro, Francisco da Gama
Data: 1989
Editora: Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa
Citação: CAEIRO, Francisco da Gama – Presença de Santo Agostinho no pensamento filosófico português. Didaskalia. Lisboa. ISSN 0253-1674. 19:1 (1989) 81-94.
Resumo: Santo Agostinho é, indiscutivelmente, um dos mestres do Ocidente; ou talvez melhor, se considerarmos o seu lugar histórico na génese da cultura europeia, diríamos que é ele o preceptor da Europa, o Mestre dessa criação humana a que chamamos mundo ocidental.
A primeira ilustração do Socratismo cristão na nossa cultura medieval constitui uma indelével marca augustiniana que aparece com Santo António de Lisboa.
Primeira, sem dúvida, pois foi o Santo aquele que, antes de qualquer outro português, grangeou projecção universal. Enquadrado dentro da moldura do primeiro século da nacionalidade lusitana, Santo António, o mais importante autor da pré-escolástica franciscana, reflectirá no essencial as directrizes do saber adquirido nos mosteiros portugueses de Cónegos Regrantes de Santo Agostinho em Lisboa e em Coimbra.
Santo Agostinho é um dos seus mestres, não apenas por ser patrono da Ordem dos Cónegos Regrantes, em que primeiro ingressou e que o tinha por luzeiro supremo, mas em especial, pelo «humanismo religioso» do mestre, que o discípulo tão profundamente apreciou e absorveu.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/15716
ISSN: 0253-1674
Aparece nas colecções:RD - 1989 - Vol. 019 - Fasc. 1

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
V01901-081-094.pdf435,08 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.