Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/15688
Título: Vivência da gravidez após o acompanhamento num serviço de medicina da reprodução
Autor: Tavares, Ana Raquel Almeida Ribeiro
Orientador: Xavier, Maria Raul Lobo
Palavras-chave: Infertilidade
TRMA
Gravidez
Ansiedade
Depressão
Infertility
TRMA
Pregnancy
Anxiety
Depression
Data de Defesa: 9-Jul-2012
Resumo: O presente estudo teve como objetivo geral a compreensão da vivência psicológica da gravidez após sucesso de um acompanhamento num serviço de Medicina da Reprodução, no homem e na mulher. Especificamente na mulher, explorar as atitudes face à gravidez e à maternidade e no homem as a atitudes face à gravidez e a paternidade. Pretende-se também averiguar a existência de sintomatologia ansiosa e/ou depressiva presente nos dois géneros. Para este estudo de caso múltiplo, exploratório, recorreu-se a 14 casais/28 participantes com idades entre os 26 e os 40 anos na mulher, e no homem com idades compreendidas entre 31 e os 45 anos. Os dados foram recolhidos numa Unidade Hospitalar no norte do país. Os instrumentos utilizados foram, a Escala de Atitudes sobre a Gravidez e a Maternidade -EAGM (nas mulheres), Escala de Atitudes Sobre a Gravidez e a Paternidade - EAGP (nos homens), e a Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão- HADS. Os principais resultados sugerem que se verificaram diferenças estatisticamente significativas entre os participantes do presente estudo e a população em geral em relação a algumas subescalas das atitudes sobre a gravidez e a parentalidade (maternidade e paternidade) e relativamente a escala hospitalar de ansiedade e depressão, verificouse não existir nos participantes do estudo sintomatologia depressiva, sendo a maior prevalência na sintomatologia ansiosa no género feminino. Os resultados obtidos foram corroborados com a revisão bibliográfica realizada.
The present study aimed to understand the psychological experience of pregnancy after a successful monitoring service in Reproductive Medicine, in man and woman. Specifically in women, exploring attitudes to pregnancy and maternity as a man and attitudes towards pregnancy and parenthood. We also intend to investigate the existence of anxiety symptoms and / or depression is present in both sexes. For this multiple case study exploratory, appealed to 14couples/28participants aged between 26 and 40 in women and in men aged 31 to 45 years. Data were collected from a hospital unit in the north. The instruments used were Attitudes Scale on Pregnancy and Parenting-EAGM (in women), the Scale of Attitudes About Pregnancy and Parenting - EAGP (in men), and the Hospital Anxiety and Depression, HADS. The main results suggest that statistically significant differences among the participants of this study and the general population on some subscales of attitudes about pregnancy and parenthood (parenthood) and on the scale hospital anxiety and depression, there was does not exist in depressive symptoms in the study, with the highest prevalence in anxiety symptoms in females. The results were corroborated with literature review.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/15688
Aparece nas colecções:FEP - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Vivência da gravidez após acompanhamento num serviço de medicina da reprodução.pdf1 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.