Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/15604
Título: Determinantes na retenção do capital humano
Autor: Correia, João Paulo Mano Ponces
Orientador: Fonseca, António
Oliveira, Eduardo
Data de Defesa: 2-Dez-2011
Resumo: Para qualquer organização, o capital humano assume-se como um recurso chave no seu crescimento. A atracção e, sobretudo, a retenção de colaboradores num cenário de acelerada e imprevisível transformação do mercado de trabalho invocam um maior conhecimento deste capital no sentido da maior eficácia dos processos de gestão de pessoas. O presente estudo de caso pretende compreender a relevância que os trabalhadores do grupo União de Transportes dos Carvalhos (UTC) atribuem ao contrato psicológico, à antiguidade, à satisfação no trabalho e à identificação organizacional para a sua permanência neste contexto laboral. Dada a escassez de pesquisas sobre o efeito destes determinantes na retenção do capital humano numa empresa do sector de transportes rodoviários de passageiros, este estudo afigura-se pioneiro para o desenvolvimento da temática neste sector. Constitui-se uma amostra de 12 trabalhadores distribuídos pelas três empresas do grupo, dos quais oito são do sexo masculino. As idades estão compreendidas entre os 32 e os 55 anos, estando a antiguidade compreendida entre os 3 e os 30 anos. Realizaram-se entrevistas semiestruturadas cujo guião foi construído a partir da observação participante decorrida ao longo de um estágio curricular e das notas de bordo daí extraídas. A análise de conteúdo realizou-se através do software NVivo e redundou num sistema de 12 categorias. Verificou-se que os colaboradores com antiguidade mais elevada não percepcionam benefícios daí decorrentes em termos salariais e das condições de trabalho; a troca económica foi apontada como motivo central para a permanência na organização, não se evidenciando sentimentos de identificação com os valores e cultura da organização. Estes factores indicam a prevalência de relações de trabalho assentes em contratos psicológicos transaccionais, sem prejuízo dos moderados índices de satisfação no trabalho salientados por alguns trabalhadores. Em futuras investigações, seria oportuno o alargamento da amostra aos elementos do departamento de Recursos Humanos e à gestão de topo para coligar as representações dos trabalhadores com a perspectiva da organização.
For each and every organization, human capital is believed to be a key feature in its growth. The attraction and especially the preservation of employees in the present scenery of accelerated and unpredictable changes in the labour market require for a greater knowledge of this capital to reach bigger effectiveness in the management processes of the human resources. This case-study aims to understand the relevance that the workers of the company-group “União de Transportes dos Carvalhos” (UTC) attach to the psychological contract, seniority, job satisfaction and organizational identification in their permanency in the company. Given the shortage of research-studies on the effect of these features in the retention of human capital in a company of road-passenger transport, this study emerges as a pioneer for the development of this theme within this sector of activity. A sample of 12 employees (8 of which are male) scattered through all three group-companies has been formed. Their ages lie between 32 and 55 years, and their seniority in the company between 3 and 30 years. Semi-structured interviews have been held, according to guide-lines resulting from the observation carried on a curricular apprenticeship and the notes taken throughout that period of time. The analysis of the content was performed with the software application NVivo resulting in a system of 12 categories. It was concluded that employees with higher seniority do not perceive any benefit from it in their salaries or working conditions; the economic return has been identified as the core motive for the permanence in the organization, and there was no evidence of any feelings of identification with the values and the culture of the organization. These factors reveal the prevalence of labour relations based on transactional psychological contracts, although some workers highlighted moderate levels of job satisfaction. In future researches it would be appropriate to extend the sample for analysis to the elements of the Human Resources department and to the Senior Management in order to relate the representations of the workers to the prospects of the Organization.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/15604
Aparece nas colecções:FEP - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE FINAL v EO.pdf900,55 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.