Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/15541
Título: Memories of an entrepreneur's career : when successes and failures occur and what lessons they teach
Autor: Banha, Francisco Miguel de Sousa
Orientador: Cojuharenco, Irina
Data de Defesa: 25-Mai-2012
Resumo: The purpose of this thesis was to tap the autobiographical memory of entrepreneurs as a resource for learning about successes and failures of relevance to their careers. In an online survey, entrepreneurs were asked to recall experiences of success and failure, date these experiences, and assess how much they learnt as a result. I examined the types of experiences reported, their timing, and learning from success and failure. I also compared how user entrepreneurs differ from non-user entrepreneurs on the above dimensions. Results showed interesting regularities about the timing of memories of success versus failure. Consistent with the extant literature on learning from experience, I found that entrepreneurs learn more from failure, and that they tend to attribute success to internal factors, whereas they attribute failure to external factors. I found that user entrepreneurs report learning less from both experiences of success and failure, but the knowledge user entrepreneurs possess at the start of their careers is positively associated with subsequent learning from experience. I discuss the implications of these findings for the study of entrepreneurship and suggest directions for future research.
O objectivo da presente tese foi utilizar memórias autobiográficas de empreendedores como um recurso para estudar sucessos e fracassos relevantes para as suas carreiras. Utilizando um questionário online, foi pedido aos empreendedores para recordarem experiências de sucesso e fracasso, datá-las, e avaliar o quanto aprenderam através das mesmas. Eu examinei os tipos de experiências recordadas, o seu momento cronológico, e a aprendizagem pelos sucessos e pelos fracassos. Adicionalmente comparei como os empreendedores usuários diferem dos empreendedores não usuários nas dimensões acima definidas. Os resultados demonstraram padrões interessantes sobre a cronologia das memórias de sucesso versus fracasso. Consistente com a extensa literatura sobre aprendizagem pela experiência, encontrei evidências que os empreendedores aprendem mais através dos fracassos, e que os mesmos tendem a atribuir os sucessos a factores internos, enquanto tendem a atribuir os fracassos a factores externos. Eu descobri igualmente que os empreendedores usuários reportaram aprender menos quer pelos sucessos quer pelos fracassos, mas que o conhecimento que estes empreendedores possuem no início da sua carreira está positivamente associado com mais aprendizagem pela experiência. Eu apresento as implicações destes resultados para o estudo do empreendedorismo e sugiro direcções para futura investigação.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/15541
Aparece nas colecções:FCEE - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.