Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/15509
Título: Sequential injection system for the determination of alkaline phosphatase activity in natural waters and plant roots with in-line solid phase extraction
Autor: Santos, Inês Carvalho dos
Orientador: Rangel, António O. S. S.
Mesquita, Raquel B. R.
Data de Defesa: 2012
Resumo: The present work describes the development of a sequential injection system for the determination of alkaline phosphatase activity, after solid phase extraction/preconcentration and also the determination of phosphate in natural waters and plant roots. The determination of alkaline phosphatase activity was based on the sepctrophotometric detection of a colored product (p-nitrophenol), resulting from the catalysis of a non colored substrate (p-nitrophenyl phosphate). Due to the low levels of alkaline phosphatase in waters, it was preconcentrated in a NTA Superflow resin charged with Zn2+ ions. This was possible due to the enzyme necessity for metals in its active site. The phosphate determination was based on the spectrophotometric determination of a colored complex (molybdenum blue), resulting from the formation of the complex of orthophosphate with molybdate, followed by its reduction with ascorbic acid. The proposed methodology allowed the determination of alkaline phosphatase activity within a range between 0.044 – 0.441 unit cm-3 and 19 – 280 μmol dm-3 pNP. A determination rate of 17 h-1 and detection limits of 0.025 unit cm-3 and 1.9 μmol dm-3 pNP were obtained. Phosphate determination was also possible to perform within a range between 0.98 – 49.9 μmol dm-3 H2PO4 -, and with a detection limit of 0.29 μmol dm-3 H2PO4 -. A determination rate of 32 h-1 was obtained
No âmbito desta dissertação, desenvolveu-se uma metodologia de análise por injecção sequencial para a determinação da actividade da enzima fosfatase alcalina após pré-concentração e de fosfato em diferentes amostras de águas e raízes. A determinação da actividade da enzima fosfatase alcalina foi realizada com base na detecção espectrofotométrica do produto formado (p-nitrofenol) após degradação enzimática do substrato pnitrofenil fosfato. Devido aos seus baixos valores em águas, a enzima foi pré-concentrada numa resina (NTA Superflow) previamente carregada com iões Zn2+. Esta imobilização foi conseguida através do facto de a enzima ser uma metaloproteína. A determinação de fosfato foi realizada através da detecção espectrofotométrica do complexo azul de molibdénio. A reacção do azul de molibdénio ocorre pela formação de um complexo entre o fosfato inorgânico e o molibdato, seguida da redução pelo ácido ascórbico. O sistema desenvolvido permitiu a determinação da actividade da enzima fosfatase alcalina num intervalo de concentrações compreendido entre 0.044 – 0.441 unit cm-3 e 19 – 280 μmol dm-3 pNP. Obtiveram-se os limites de detecção de 0.025 unit cm-3 e 1.9 μmol dm-3 pNP com um ritmo de determinação de 17 h-1. A determinação do anião fosfato foi também possível num intervalo de concentração de 0.98 – 49.9 μmol dm-3 H2PO4 -, com um limite de detecção de 0.29 μmol dm-3 H2PO4 -. O ritmo de determinação de fosfato foi de 32 h-1.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/15509
Aparece nas colecções:ESB - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese ISantos.pdf1,26 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.