Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/15496
Título: Extensão média do enunciado em palavras (EME-P) de crianças com 4 e 5 anos nascidas pré-termo
Autor: Félix, Juliana Filipa Luís
Orientador: Santos, Maria Emília
Branco, Joana Castelo
Palavras-chave: Nascimento pré-termo
Extensão Média do Enunciado em palavras
Peso à nascença
Idade gestacional
Pre-term birth
Mean Length of Utterance in words
Birth weight, gestational age.
Data de Defesa: 30-Mai-2014
Resumo: Diversos estudos têm demonstrado que o nascimento pré-termo pode levar a alterações no desenvolvimento neurológico e a consequentes compromissos, nomeadamente do processamento e desenvolvimento linguístico. O presente estudo visa investigar se as crianças de nascimento muito prematuro a prematuro ligeiro (28 a 36 semanas) apresentam valores de Extensão Média do Enunciado em palavras (EME-p) mais baixos do que os considerados de referência aos 4 e 5 anos. Pretende-se também verificar no grupo de crianças prematuras se o número de semanas gestacionais e o peso à nascença influenciam os valores da EME-p e se existem diferenças condicionadas pelo género. Participaram no estudo 19 crianças prematuras (9 rapazes e 10 raparigas) matriculadas em jardins-de-infância da área da Grande Lisboa. O discurso destas crianças foi gravado durante 30 minutos e posteriormente transcrito para o software ELAN 4.1.2 para ser devidamente analisado. Verificou-se que os valores da EME-p de crianças prematuras são inferiores aos valores de referência aos 4 e 5 anos. Tanto o tempo de gestação como o peso à nascença se correlacionam de forma positiva e significativa com a EME-p. Não foram verificadas diferenças condicionadas pelo género nem pela escolaridade dos pais.
Several studies have shown that preterm birth can lead to abnormal neurological development that often leads to a compromise of processing and language development. Some studies also show that factors such as birth weight, parents' education and gender can significantly influence the language development of preterm infants. This work aims to verify whether children from very preterm birth to late preterm birth (28-36 weeks) present values of Mean Length of Utterance in words (MLU-w) lower than those considered in reference to the 4 and 5 years. We also intend to verify the group of premature children is the number of gestational weeks and birth weight influence the values of MLU-w and if there are differences conditioned by gender. Participated in this study 19 premature infants (9 boys and 10 girls) enrolled in kindergartens of the Greater Lisbon area. The speech of these children was recorded for 30 minutes and subsequently transcribed for ELAN 4.1.2 software to be properly analyzed. It was found that the values of MLU-w of preterm infants are lower than the reference values at 4 and 5 years. Both gestational age as birth weight correlated positively and significantly with the MLU-w. No differences conditioned by gender or by parental education were found.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/15496
Aparece nas colecções:ICS(L) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO.pdf1,74 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.