Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/15297
Título: A autonomia do doente em fim de vida e a satisfação com a informação
Autor: Calado, Marta Gabriela Rebocho
Orientador: Almeida, José Manuel Pereira de
Capelas, Manuel Luís Vila
Palavras-chave: Satisfação
autonomia
direitos
cuidados paliativos
testamento vital
Satisfaction
autonomy
rights
palliative care
living will
Data de Defesa: 17-Set-2014
Resumo: Introdução: O respeito pela autonomia do ser humano está relacionado com a sua autodeterminação em tomar uma decisão sobre si próprio e sobre a atuação de outro em si. A autonomia pressupõe a livre escolha do doente sobre a aceitação ou recusa de intervenção em si próprio, partindo do pressuposto que este possui informação suficiente para tomar a decisão, o doente tem um papel ativo na participação dos seus cuidados de saúde. Material e Métodos: Estudo descritivo inserido no paradigma quantitativo. Amostra não probabilística, acidental de 30 doentes internados em UCP. Aplicado um questionário com 3 partes, a primeira caracterização sociodemográfica, a segunda escala de conhecimentos sobre a doença; e a terceira questionário de experiências e opiniões relacionadas com o direito à informação. Resultados: Responderam ao questionário 30 doentes, média de idades 69,23 anos; coabitam maioritariamente com o cônjuge. Os grupos mais expressivos sabem apenas ler e escrever ou possuem o primeiro ciclo. Para a grande maioria esta não foi a sua primeira experiência de internamento. Discussão: Os doentes atribuem mais importância à informação sobre os tratamentos e opções terapêuticas. A grande maioria deseja saber tudo o que se passa. O médico continua a ser a grande fonte de informação. Alguns doentes referem que lhe são realizados exames e tratamentos, sem que lhe seja explicada a pertinência e objetivo dos mesmos. Conclusões: Os doentes permanecem insatisfeitos com a qualidade da informação recebida, o desejo de ser informado prevalece sob o desejo de participar na decisão, o testamento vital e diretivas antecipadas de vontade são conceito ainda pouco conhecidos do doentes, quer pela idade avançada quer pelo desconhecimento dos seus direitos, o direito à autodeterminação não pode ser muitas vezes aplicado por falta de empowerment do doente para tomar decisões.
Introduction: respect for human autonomy is related to your self to take a decision about himself and about the performance of others in itself. Autonomy involves free patient choice about accepting or refusing intervention in itself, assuming that it has sufficient information to make the decision, the patient has an active role in the participation of their health care. Material and Methods: inserted in the quantitative paradigm descriptive study. Non-probability sample, accidental 30 patients in UCP. A questionnaire with 3 parts, the first sociodemographics, the second level of knowledge about the disease; and third questionnaire experiences and opinions concerning the right to information. Results: The questionnaire was answered 30 patients, mean age 69.23 years; mostly cohabit with their spouse. The most significant groups only able to read and write or have the first cycle. For the vast majority this was not his first experience of hospitalization. Discussion: Patients attach more importance to information about treatments and therapeutic options. Most want to know everything that goes on. The doctor remains a great source of information. Some patients report that it tests and treatments are performed, without it being explained the relevance and purpose thereof. Conclusions: Patients remain dissatisfied with the quality of information, the desire to be informed prevails in their desire to participate in the decision, the advance directives and vital testament of will are still little known concept of the patient, either by age or by ignorance their rights, the right to self-determination can’t be often applied by the patient's lack of empowerment to make decisions.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/15297
Aparece nas colecções:ICS(L) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Marta Calado nº192410022.pdf2,4 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.