Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/15280
Título: Fatores que influenciam a capacidade de decisão no tratamento e manutenção de dentes periodontalmente compremetidos
Autor: Barata, Ana Filipa Ramos
Orientador: Marques, Tiago
Araújo, Filipe
Palavras-chave: processo de decisão
prognóstico
plano de tratamento
implantologia
dentes periodontalmente comprometidos
decision making
prognosis
treatment planning
implant dentistry
periodontally compromised teeth
Data de Defesa: Jun-2014
Resumo: Introdução: Devido ao sucesso alcançado pelos implantes orais, estes tornaram-se uma forma de tratamento frequente para pacientes edêntulos parciais e totais. Infelizmente a sua popularidade pode influenciar a decisão dos Médicos Dentistas levando a que dentes comprometidos a nível periodontal ou endodôntico sejam extraídos, quando podem ser conservados. Objetivos: Avaliar a decisão clínica de profissionais de Medicina Dentária no que concerne à manutenção ou extração de peças dentárias e posterior tratamento, quando confrontados com cenários clínicos de dentes periodontalmente comprometidos. Pretende-se, assim, revelar uma tendência da decisão do clínico atual, tendo em vista o tratamento com implantes em pacientes com doença periodontal. Materiais e Métodos: Efetuou-se um estudo observacional transversal segundo a técnica estratificada. O estudo abrangeu Médicos Dentistas (n=197), aos quais foi pedido para responder a um questionário (online ou presencial). Os resultados obtidos foram processados e analisados por métodos estatísticos descritivos. Resultados: No que diz respeito à decisão de manter ou extrair dentes periodontalmente comprometidos, a grande maioria dos profissionais com e sem prática em implantologia opta pela preservação das peças dentárias. Considerando a extração do dente, a opção de reabilitação com um implante é selecionada pela maioria dos inquiridos. A decisão de manter ou extrair parece ser influenciada pela prática em implantologia. Por outro lado, a decisão de colocar ou não colocar um implante parece ser influenciada pela prática e pela formação em implantologia. Os restantes parâmetros analisados neste estudo, nomeadamente o género, a idade, as habilitações literárias, a instituição de formação, o número de anos de prática clínica, o número de anos de prática em implantologia e o número de implantes colocados por mês parecem não ter influência sobre a decisão de manter ou extrair um dente e colocar ou não colocar um implante. Conclusão: Atualmente os médicos dentistas têm presente a importância da manutenção das peças dentárias em boca e mostram possuir conhecimentos sobre os diversos procedimentos. Por outro lado, é notória a confiança que os médicos-dentistas depositam na implantologia como forma de reabilitação.
Introduction: Due to the success achieved by oral implants, they have become a common treatment for full and partial edentulous patients. Unfortunately its popularity may influence the Dentist’s decision, leading to extraction of periodontally or endodontically compromised teeth, when they can be preserved. Aim: This study aims to assess the clinical decision of dental professionals regarding the retention or extraction and treatment of teeth, when facing clinical scenarios of periodontally compromised teeth. The purpose is to reveal a trend in the current clinical decision, regarding implant therapy in patients with periodontal disease. Materials and Methods: A cross-sectional study using the stratified technique was performed. The research covered Dentists (n=197) to whom it was asked to answer a questionnaire (online or in person). The results have been processed and analysed by descriptive statistical methods. Results: Regarding the decision to keep or extract periodontally compromised teeth, the vast majority of professionals with and without practice in implantology opts for preservation of dental pieces. Whereas tooth extraction, the option of rehabilitation with an implant is selected by most respondents. The decision to keep or extract appears to be influenced by practice in implantology. Moreover, the decision to place or not place an implant appears to be influenced by practice and training in implantology. The remaining parameters analyzed in this study, including gender, age, educational qualifications, the training institution, the number of years of clinical practice, the number of years of practice in implantology and the number of implants placed per month, seem to have no influence on the decision to retain or extract a tooth and place or not place an implant. Conclusion: Currently dentists have in mind the importance of maintaining dental mouth pieces on show and have knowledge about the various procedures. On the other hand, is notorious confidence that dentists deposit in implantology as a form of rehabilitation.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/15280
Aparece nas colecções:ICS(V) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Ana Filipa Ramos Barata_Dissertação.pdf1,5 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.