Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/15216
Título: Espiritualidade, religiosidade e qualidade de vida nos idosos
Autor: Lima, Bárbara Fernanda Vaz
Orientador: Costa, Eleonora Cunha Veiga
Palavras-chave: Qualidade de Vida
Envelhecimento
Espiritualidade
Estratégias de Coping
Life Quality
Aging
Spirituality
Coping Strategies
Data de Defesa: 14-Mar-2014
Resumo: O presente estudo tem como finalidade estudar a importância que o papel da espiritualidade e religiosidade tem na Qualidade de vida dos Idosos. Os participantes deste estudo foram idosos com idades compreendidas entre os 60 e os 84 anos. A amostra é constituída por 100 sujeitos de ambos os sexos cuja participação foi voluntária. Um dos critérios de exclusão foi a presença de doença física associada e/ou psicopatologia diagnosticada. É um estudo descritivo, inferencial e de correlação. A recolha de dados foi efetuada através do questionário sociodemográfico, do instrumento WHOQOL-Bref, do Mini-Mental State Examination (MMSE) da escala de Coping Religioso e Espiritual (RCOPE adaptada a população portuguesa de Portugal) e Escala Geriátrica de Depressão (EGD). Os resultados alcançados revelam que não há relação entre a qualidade de vida e as estratégias positivas de coping religioso e espiritual. Verificou-se ainda que existem diferenças estatisticamente significativas na utilização de estratégias de coping religioso e espiritual positivo em função do género, sendo as mulheres as que mais utilizam estas estratégias. Verificou-se também que não existem diferenças estatisticamente significativas em termos de utilização de estratégias de coping religioso e espiritual positivo face à deterioração cognitiva. Por último observou-se que os participantes, independentemente do estado civil, utilizam estratégias de coping religioso e espiritual positivo. Os dados do presente estudo revelam a importância da utilização das estratégias de coping religioso e espiritual positivo, como, fator protetor para as situações de vida, físicas e psicológicas, na velhice.
The present study aims to study the importance of the role that spirituality and religiosity has on Life Quality in Elderly. The study participants were seniors aged between 60 to 84 years. The sample consisted of 100 subjects of both sexs, whose/which participation was voluntary. One of the exclusion criteria was the presence of physical illness associated with and/or diagnosed psychopathology. The study is descriptive, inferential and of correlation. Data collection was conducted through a demographic questionnaire, the WHOQOL - Bref of Mini-Mental State Examination (MMSE), of Religious and Spiritual Coping scale (RCOPE adapted to portuguese population of Portugal) and Geriatric Depression Scale (GDS). The results obtained show that there is no relation between Life Quality and positive strategies of religious and spiritual coping. It was verified that, there are no statistical significant differences in the use of positive strategies of religious and spiritual coping by gender, being the women who uses more these strategies. It was also noted, that there are no statistically significant differences in the use of positive strategies of religious and spiritual coping in relation to cognitive deterioration. Finally it was observed that participants, regardless of marital status, use positive strategies of religious and spiritual coping. The data of this study reveal the importance of using positive strategies of religious and spiritual coping, as a protective factor for physical and psychological situations of life, in old age.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/15216
Aparece nas colecções:FF - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Barbara.pdf6,1 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.