Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/15092
Título: Contributos para uma crítica da aceleração do tempo
Autor: Duque, Eduardo
Palavras-chave: Temporalidade
Aceleração
Mudança
Desenvolvimento
Progresso
Valores
Data: 2012
Editora: Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade/Centro de Investigação em Ciências Sociais
Resumo: Gilles Deleuze (1992: 178) escreveu que nenhum pintor “(...) pinta numa tela virgem, nem o escritor escreve numa página branca, mas a página ou a tela estão desde logo de tal modo cobertas por “clichés” preexistentes, preestabelecidos, que é necessário antes de mais apagar, limpar, laminar, ou até rasgar para fazer passar uma corrente de ar vinda do caos, que nos traz a visão”. Razão pela qual apresentamos, inicialmente, um pequeno poema de Miguel Torga para, de seguida, empreendermos uma breve análise sobre a capacidade que a aceleração do tempo tem para determinar alguma coisa a ser e das suas consequências, ou possíveis consequências, num mundo onde o progresso, que se nos apresenta profundamente contraditório, tem por objetivo proteger-nos da tirania do passado.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/15092
ISBN: 978-989-8600-07-3
Aparece nas colecções:FCS - Artigos em actas / Papers in proceedings

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Aceleração do tempo.pdf306,68 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.