Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/14629
Título: Avaliação do impacto da formação: As novas competências no posto de trabalho
Autor: Lagarto, José
Andrade, António
Marques, Hermínia
Palavras-chave: Avaliação
Elearning
Competência
Formação profissional contínua
Data: 2013
Citação: LAGARTO, José; ANDRADE, António; MARQUES, Hermínia - Avaliação do impacto da formação: As novas competências no posto de trabalho. In Colóquio Formação Profissional: Investigação Educacional sobre teorias, políticas e práticas, XX, Lisboa, 31 Janeiro, 1-2 Fevereiro, 2013. In ESTRELA, Maria Teresa…[et al.] (Org.) - Formação Profissional: Investigação Educacional sobre teorias, políticas e práticas. Atas do XX Colóquio da Secção Portuguesa da AFIRSE. Lisboa: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, 2013. ISBN: 978-989-8272-17-1. P. 1452-1468
Resumo: A avaliação dos projetos e ações formativas, independentemente do seu cariz, é uma necessidade incontornável e que tem de ser realizada em diferentes níveis e momentos. Com a avaliação, as instituições formadoras podem não só aferir a qualidade das aprendizagens realizadas, como também percecionar o impacto que a formação que oferecem tem no seu público, permitindo introduzir correções tendentes a melhorar a qualidade da oferta formativa. Em termos de análise mais profunda, a sua importância é decisiva para perceber o impacto da formação na atividade de cada individuo no seu posto de trabalho. A demonstração de novas competências obtidas através de um processo formativo é algo que pode e deve ser mensurável. Trata-se afinal de constatar a melhoria das competências institucionais e pessoais, tornando as organizações e os indivíduos mais eficientes, inovadores e competitivos. É neste sentido que se coloca o nosso desafio: percecionar a forma como as qualificações obtidas numa formação se manifestaram nos locais de trabalho. Assim, partindo do conceito de competência, definido por Boterf (1994, 2000) e do nível 3 de avaliação proposto por Kirkpatrick (1994), este artigo pretende perceber o impacto que um curso de mestrado, em regime de elearning, pode ter no desenvolvimento e aplicação de novas competências nos postos de trabalho dos alunos que o frequentaram. Seguindo um desenho de investigação que a coloca preferencialmente nos estudos de caso, esta pesquisa (ainda em desenvolvimento) focaliza-se numa análise retrospetiva e incide sobre a autoavaliação efetuada pelos formandos. Como principal instrumento de recolha de dados foi utilizado um questionário, o qual esteve sujeito a um processo de validação de carácter qualitativo, através de análise de juízes e aplicação a um grupo teste. Quanto às implicações práticas, esta investigação aponta algumas linhas orientadoras suscetíveis de facilitar a avaliação dos sistemas de formação em regime de elearning e de aumentar o transfer de competências da formação para o local de trabalho. O impacto da formação no local de trabalho não é um processo simples de analisar, particularmente quando as competências a desenvolver se utilizam em exclusivo no campo da educação e da formação. Mesmo sabendo que os resultados esperados da aplicação de novas competências pós formação não são de fácil medição, é fulcral que um sistema formador bem organizado conte com a avaliação como uma ferramenta estruturante.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/14629
Aparece nas colecções:FEG - Artigos em actas / Papers in proceedings

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Avaliação do Impacto da formação p1452 a 1468.pdf15,45 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.