Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/13910
Título: Supervisão pedagógica no contexto do desenvolvimento profissional docente e melhoria das aprendizagens : um estudo de caso em Moçambique
Autor: Greia, José
Orientador: Roldão, Maria do Céu
Palavras-chave: Supervisão Pedagógica
Monitoria Administrativa
Desenvolvimento Profissional Docente
Melhoria das Aprendizagens
Assessoria Dialógica
Pedagogical Supervision
Administrative Monitoring
Teacher Professional Development
Improvement of Learning
Dialogic Relations
Data de Defesa: 2014
Resumo: A abordagem sobre a Supervisão Pedagógica no contexto de desenvolvimento profissional docente e melhoria das aprendizagens: caso escola secundaria de uma das capitais de Moçambique constitui o cerne principal dessa pesquisa. Tem como finalidade analisar em que medida e de que forma as práticas do modelo de supervisão pedagógica em vigor na escola em estudo contribuem para a promoção do desenvolvimento profissional docente e melhoria das aprendizagens. É uma pesquisa de caráter qualitativo descritivo que se situa na tipologia do estudo de caso. Entrevistas semi-estruturadas recolha documental e observação foram as técnicas de recolha de dados aplicadas. As entrevistas foram aplicadas aos técnico-pedagógicos, delegados de disciplinas e professores os que trabalham na escola estudada. A interpretação do material recolhido seguiu a técnica de análise de conteúdo. Da análise realizada constatou-se que as pessoas indicadas para a realização da supervisão pedagógica na escola, além de serem os membros da direção da escola,também a realizam com regularidade os delegados de disciplinas da escola e de quando em vez a direção provincial da educação e a direção nacional do ensino secundário geral. Foi igualmente constatado pelas entrevistas, recolha documental e observação que a finalidade da supervisão instituída na escola e no sistema educativo é essencialmente para fiscalizar o cumprimento dos programas de ensino predefinidos pelo sistema educativo. Para o efeito, os delegados elaboram plano interno para poderem melhor, verificarem e controlarem o cumprimento dessas atividades. Ficou igualmente claro que os professores em nenhum momento de forma voluntária solicitam aos supervisores (delegados de disciplinas) a observarem as suas aulas, porque o modelo instituído se caracteriza pelo seu caráter de conrole. Percebeu-se também que na escola tem havido visitas repentinas as salas de aulas por parte da direção da escola (visitas internas) e por outras entidades como a direção provincial da educação e a nível da direção nacional da educação. O cumprimento rigoroso dos programas de ensino na escola, a assiduidade, pontualidade, higiene e o uso escrupuloso de batas do professor constituem o grande impacto desse modelo de supervisão no processo de ensino-aprendizagem na instituição conforme os entrevistados, os documentos recolhidos e a observação realizada. O modelo de supervisão em vigor não permeia a realização de cursos de atualização para professores, pois, essa atividade já está prevista no plano da instituição por meio seminários rotineiros de simulação de aulas onde a participação é obrigatória a todos os professores da escola. As entrevistas, os documentos e a observação realizada mostram que para a monitoria e assessoria didática aos professores recorre-se aos delegados de disciplinas.e a Internet. Os testemunhos dos entrevistados coadjuvados com os documentos consultados e a observação realizada demonstram que na estrutura orgânica da educação a supervisão pedagógica não é um órgão autônomo, mas sim trabalha dentro da gestão da área pedagógica confundindo deste modo o seu perímetro de ação com as atividades administrativas. Não existe uma definição clara das áreas de ação da supervisão pedagógica na escola partindo do Ministério da Educação (macroestrutura) até o nível de escola (microestrutura). É um fenômeno estrutural e institucional. A supervisão é tida como muito autoritária onde as ordens descem de cima para baixo, e raramente se privilegia diálogo, participação dos professores. As pessoas indicadas para a realização da supervisão na escola não têm formação na área de supervisão pedagógica senão a da disciplina que corresponde ao grupo disciplinar em que pertencem. E, por conseguinte, o modelo de supervisão em vigor na escola por ser um instrumento meramente administrativo não forma profissionais para a área de supervisão pedagógica. Para isso é necessária a formação de profissionais para a área de supervisão pedagógica. Para o efeito passa-se necessariamente pela institucionalização da supervisão pedagógica como órgão autônomo e não agregada a outros órgãos.
The approach on Pedagogical Supervision in the context of teacher professional development and improvement of learning: the case of a secondary school in one of the capitals of Mozambique- constitutes the main core of this research. The research intends to analyse the extent and the ways in which the practices of pedagogical supervision model undertaken at the target school contribute to the promotion of teacher professional development and improvement of learning. It is a survey of qualitative descriptive character. As for the technical procedures, it is a case study. Semi-structured interviews, documentary collection and observations are the techniques applied for data collection. The interviews were conducted to pedagogical technicians, delegates of subjects and teachers especially those who work in the target school. The interpretation of the collected material followed the content analysis technique. From the analysis it has been found out that of being the members of the school directorate undertaking the pedagogical supervision regularly, the delegates of subjects also do and occasionally the Provincial Directorate of Education and the National Directorate of Secondary Education do as well. It was also found out through interviews, documentary collection and observations that the purpose of supervision established in schools and in the educational system is essentially to monitor the compliance of the predefined education programs towards the prescriptions of the educational system. For that, the delegates developed an internal plan for the better monitoring and control of the fulfilment of such activities. It is also clear that teachers never voluntarily ask supervisors (delegates of subjects) to observe their classes, because the model established is scary as a mode of control. It was noticed that sometimes there have been sudden classrooms visits by the School Directorate (internal visits) and by other entities such as the Provincial Directorate of Education and at the level of National Directorate of Education. The rigorous compliance of the educational programmes in the school, punctuality, assiduousness, hygiene and scrupulous use of teachers‘ gown constitute the major impact of this supervisory model in the teaching-learning process in the institution according to the respondents to the interview, the documents collected and the observations administered. The supervision model applied does not allow for The accomplishment of updating courses for teachers, because this activity is already previewed in the institution‘s plan through routine school seminars of students‘ simulation where the participation is compulsory to all teachers of the school. The interviews, documents and the observation administered show that for monitoring and teaching advisory to the teachers are done through delegates of subjects and Internet. Responses to the interview with the documents consulted and the observation administered provide evidence that the organic structure of education for pedagogical supervision is not an autonomous organ, it operates within the management of pedagogical area confusing its role or working perimeter with the administrative activities. There is no clear definition on the areas for pedagogical supervision, starting from the Ministry of Education (macrostructure) down to the level of school (microstructure). It is a structural and institutional phenomenon. Supervision is viewed as very authoritative whereby there are orders flowing from top to bottom, rarely favouring dialogue, or teachers‘ participation. People appointed to undertake supervision in school have never been trained on pedagogical supervision, therefore they have no knowledge about it because the only training they have is on the subject that corresponds to group of subjects they belong. And, consequently, the existing supervisory model in the target school, being an instrument merely administrative, does not train professionals for the area of pedagogical supervision. The conclusion recommendation issued from this study is: for the effect there is a need of an institutionalization of pedagogical supervision as an autonomous organ and not aggregated to other organs. The training of professionals in the area of pedagogical supervision is essential. Of allocating full-time supervisors in the school, defining and configuring clearly their competences in the regulation of secondary education.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/13910
Aparece nas colecções:FEP - Teses de Doutoramento / Doctoral Theses
R - Teses de Doutoramento / Doctoral Theses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE_JOSÉ GREIA.PDF7,13 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.