Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/13791
Título: Os microorganismos orais e o oraloma da diabetes tipo 2
Autor: Moreira, Patrícia Maria Iria
Orientador: Rosa, Nuno
Correia, Maria José
Palavras-chave: Diabetes Melitos Tipo 2
glicosilação bacteriana
proteoma salivar
microbioma oral
OralCard
Type 2 Diabetes Mellitus
bacterial glycosylation
salivary proteome
oral microbiome
OralCard
Data de Defesa: 7-Jul-2013
Resumo: Os estudos experimentais no âmbito da proteómica de tecidos orais fornecem-nos dados que permitem compreender os mecanismos moleculares, os perfis de expressão proteica, a sua regulação, a presença de modificações pós-tradução e as vias de sinalização modificadas na Diabetes Melitos tipo 2. O presente trabalho tem como objetivo verificar a relação das proteínas microbianas existentes na cavidade oral de pacientes com Diabetes Melitos tipo 2 com o estado de glicosilação das proteínas salivares humanas e a sua relação com a etiologia desta doença e das suas complicações. A catalogação das proteínas orais alteradas no paciente diabético tipo 2 permitiu adicionar 39 proteínas à base de dados do OralCard. A caracterização funcional do Oraloma da DMT2 permitiu identificar alterações estatisticamente significativas (p≤0,05) em determinadas vias de sinalização, processos biológicos e funções moleculares das proteínas orais da DMT2. No que concerne ao microbioma oral da DMT2, verificou-se existir escassez de estudos experimentais dirigidos para a sua identificação. No entanto, a partir dos estudos disponíveis foi possível identificar a Candida glabrata e a Candida tropicalis exclusivamente na diabetes, em determinados habitats. A análise interactómica realizada permitiu verificar que existe um elevado número de proteínas microbianas que interagem com um relativamente reduzido número de proteínas orais humanas, sendo que a fibronectina é a proteína humana da DMT2 que possui a maior rede de interações com proteínas produzidas por microrganismos orais. O género em que existe maior produção de proteínas que interagem com proteínas humanas da DMT2 é Streptococcus. Esta análise do proteoma oral poderá permitir o estabelecimento de alvos para futuros estudos experimentais, identificar novas formas de intervenção clínica na Diabetes ou compreender os mecanismos moleculares que levam às complicações orais e sistémicas desta doença
Experimental studies of oral tissue proteomics originate data that enlighten the molecular mechanisms, protein expression profiles, regulation, the presence of post-translation modifications and altered pathways in Type 2 Diabetes Mellitus. This paper aims to verify the relationship between microbial proteins in the oral cavity of type 2 diabetic patients and the glycosylation of salivary proteins and its relation with the disease’s etiology and complications. The study of altered proteins in the type 2 diabetic patient allowed the identification of 39 proteins which were added to the OralCard’s database. The functional characterization of the type 2 diabetes Oraloma allowed the detection of statistical significant changes (p≤0,05) in certain pathways, biological processes and molecular functions in the oral proteins of type 2 diabetes. There is a shortage of experimental directed studies to enable the identification of the oral microbiome of type 2 diabetes. However with the available studies it was possible to show that Candida glabrata and Candida tropicalis were identified exclusively in certain habitats of the oral cavity of diabetes. The interactomic analysis carried out has sown that there is an elevated number of microbial proteins interacting with a relatively small number of human oral proteins, of which fibronectin is the human protein of type 2 diabetes with the largest interaction network with the oral microbial proteins. The genus that produces the largest number of proteins that interact with the human proteins of type 2 Diabetes is Streptococcus. This analysis of the oral proteome allows the establishment of new targets for experimental studies, the identification of new clinical ways to intervene in type 2 diabetes mellitus or the understanding of the molecular mechanisms that lead to the oral and systemic complications of the disease
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/13791
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
DCSV - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Patricia.pdf2,51 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.