Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/13784
Título: Goteiras - efetividade e aplicação clínica na consulta de oclusão e dor orofacial da clínica Universitária Católica Portuguesa
Autor: Mateus, Stéphanie Almeida de Jesus
Orientador: Ribeiro, Octávio
Correia, André
Palavras-chave: goteiras
efetividade
disfunções temporomandibulares
bruxismo
RDC/TMD
occlusal splints
effectiveness
temporomandibular joint dysfunction
bruxism
REDC/TMD
Data de Defesa: 2-Set-2013
Resumo: Introdução: As disfunções temporomandibulares e os hábitos para-funcionais, tipo bruxismo, são exemplos de situações clínicas que recorrem ao uso de goteiras oclusais para redução da sintomatologia que lhes está associada. É por isso importante que os Médicos Dentistas saibam realizar, adequadamente, o diagnóstico das diferentes patologias e qual o tipo de goteira adequadas as mesma. Objectivos: Este estudo pretende efetuar uma análise descritiva das goteiras executadas na consulta de oclusão da Clínica Universitária da Universidade Católica Portuguesa, identificando as patologias que suscitaram este tratamento, e avaliando a sua eficácia na redução dos sinais e sintomas dessas patologias. Metodologia: Foram selecionados dois grupos de pacientes, grupo experimental – 20 pacientes com goteiras oclusais e grupo controlo – 20 pacientes sem goteiras oclusais. Ambos os grupos foram sujeitos a avaliação pelo Índice RDC/TMD para diagnóstico da patologia e verificação da presença de sinais de sintomas da mesma. Para o tratamento estatístico da informação coletada utilizaram-se o teste de Qui-quadrado e teste exato de Fisher, em função da dimensão da amostra. Resultados: A partir do grupo experimental (6 homens, 14 mulheres e idade média 36,15anos) e do grupo controlo (4 homens, 16 mulheres e idade média 28,55 anos) obtiveram-se resultados significativos no que diz respeito à relação entre o uso de goteira e presença/ausência de dor facial. No grupo experimental 65% dos pacientes não referiu dor espontânea, já no grupo controlo 80% dos pacientes referiu sintomatologia. Constatou-se igualmente uma associação significativa entre o uso de goteiras e o diagnóstico das patologias associadas, sendo que 55% das goteiras estudadas correspondem a pacientes bruxómanos. Conclusões: Dentro das limitações desta investigação, sobretudo relacionadas com o tamanho limitado da amostra, verificamos que os pacientes em que foi confeccionada uma goteira oclusal apresentavam uma diminuição da sintomatologia inerente às disfunções temporo-mandibulares e bruxismo.
Introduction: Occlusal splints are used to decrease symtomatology associated with clinical situations like temporomandibular joint dysfunctions and parafunctional habits, such as bruxism. It is important that dentists are able to do a correct diagnosis of different disorders and apply correct treatment plan with the right kind of occlusal splint. Objectives: This study pretends to do a descriptive analysis of occlusal splint executed in the University Clinic of the Catholic University of Portugal. The study pretends to identify the pathology and evaluate the efficacy of treatment with occlusal splint in reduction of signs and symptoms of these disorders. Methodology: Two groups of patients were selected, an experimental group – 20 patients with occlusal splints and a control group – 20 patients without occlusal splints. An evaluation, with the RDC/TMD indice, was conducted on the groups to diagnose and examine the presence of signs and symptoms of the pathology. The data collected was analyzed statistically using Chi-square test and Fisher’s exact test, according to the sample size. Results: Significant results were found between use of occlusal splints and presence/absence of pain in both the experimental group (6 males and 14 females with mean age of 36.15 years) and the control group (4 males and 16 females with mean age of 28.55 years). 65% of patients from the experimental group did not refer of spontaneous pain while 80% of patients from the control group experienced symptoms. A significant association was also found between the use of occlusal splints and diagnosis of pathology associated, and that 55% of the splints studied belonged to patients with bruxism. Conclusion: Within the limits of this study, namely regards to the limited sample size, it is possible to observe that patients with occlusal splints presented a reduction of symptoms associated with temporomandibular joint dysfunction and bruxism.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/13784
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
DCSV - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Temporario.pdf9,29 kBAdobe PDFVer/Abrir
Dissertação - Stéphanie Mateus.pdf1,19 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.