Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/13781
Título: Estudo piloto das necessidades de informação médico-dentária por médicos do serviço nacional de saúde em Viseu
Autor: Almeida, Márcia Cristina Queirós
Orientador: Correia, André
Palavras-chave: Informática médica
informática médico-dentária
prática de gestão clínica
recolha de dados
registos clínicos electrónicos
Medical informatics
dental informatics
practice management
data collection
electronic health records
Data de Defesa: 23-Out-2013
Resumo: Introdução: Desde o estabelecimento da Medicina Dentária autonomamente à Medicina, verificou-se um afastamento entre os profissionais de ambas as áreas de Saúde que se tem revelado injustificável e potencialmente perigoso, tendo em consideração as relações ‘oro-sistémicas’ das mais diversas patologias. Com o rápido desenvolvimento dos sistemas de registo clínico electrónico, deve ser considerada a viabilidade de integração de dados médicos e médico-dentários, numa abordagem holística do paciente. Objectivos: Analisar as necessidades de informação médico-dentária pelos Médicos e a sua opinião relativamente à implementação de um Registo Clínico Electrónico Integrado (RCEi) nos seus ambientes de trabalho. Metodologia: Aplicação de um questionário, em formato papel, através de uma abordagem in loco, a 346 médicos a exercer atividade profissional nos Centros de Saúde de Viseu I e III e Hospital de São Teotónio, Viseu. O questionário aborda a necessidade de informação médico-dentária pelos médicos, encaminhamento de pacientes para consultas de Medicina Dentária e opiniões e considerações acerca da utilização de um RCEi. As questões foram analisadas de acordo com a área de especialidade do médico, função ou título profissional e anos de serviço. Resultados: A maioria (88,8%) dos inquiridos considera essencial o conhecimento de informações do foro médico-dentário para a concretização de um tratamento médico efetivo e eficaz. Da amostra total, 92,1% dos Médicos inquiridos, considera útil a implementação de um RCEi que facilite o acesso a esse tipo de dados, principalmente Otorrinolaringologistas, Cardiologistas e Pneumologistas. Existe maior tendência para médicos com menos anos de serviço negligenciarem esta necessidade de partilha de informação. Conclusão: Os dados obtidos permitem concluir que é essencial a intercomunicação entre a Medicina e a Medicina Dentária. A implementação de um RCEi, seguro e confidencial, poderá facilitar o acesso bidirecional a informação clínica relevante do paciente, contribuindo para a realização de um tratamento médico mais efetivo e eficaz.
Introduction: Since the great division between Dentistry and Medicine, there is a gap between professionals from both areas, which has proved to be unjustified and potentially dangerous for patient’s health considering the oral-systemic relations of various pathologies. With the rapid development and adoption of electronic health records, the feasibility of integrating medical and dental patient data should be considered in a holistic patient care approach. Objective: Analyze medical providers’ core dental information needs and opinion of integrated medical-dental electronic health record (iEHR) environment in their workflow. Methodology: It was delivered a paper questionnaire, through a face-to-face approach, to a group of 346 physicians practicing on Centros de Saúde de Viseu I and III and Hospital de São Teotónio, Viseu. The survey will board medical providers dental information needs, referral of patients to Oral Medicine consultations and their opinion and considerations about the use of an iEHR. The responses were analyzed based on provider specialty, his professional role/title and years of medical practice/experience. Results: The majority (88,8%) of the respondents felt the need for patient’s dental information to coordinate or provide efficient and effective medical care. 92,1% of the physicians considered useful the implementation of an iEHR to facilitate access to such data, especially Otorrinolaringologists, Cardiologists and Pneumologists. Physicians with fewer years of medical practice tend to neglet the sharing of this kind of information. Conclusion: This baseline survey allows us to understand the importance of intercommunication between Medicine and Dentistry. The implementation of an integrated electronic health record, secure and confidential, may facilitate bi-directional access to relevant pacients data, contributing to a more effective and efficient medical treatment.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/13781
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
DCSV - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE FINAL.pdf2,64 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.