Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/13780
Título: Avaliar o comportamento e atitudes na desinfeção das impressões por parte de médicos dentistas e técnicos de laboratório de prótese - estudo piloto
Autor: Marques, Marta Cristina Marinheiro
Orientador: Araújo, Filipe
Correia, André
Palavras-chave: Materiais de impressão dentária [MESH
Desinfeção [MESH]
Infeção laboratorial [MESH]
Controlo da infeção dentária [MESH]
Infeção cruzada [MESH]
Dental Impression Materials [MESH]
Disinfection [MESH]
Laboratory infection [MESH]
Dental infection control [MESH]
Cross infection [MESH]
Data de Defesa: 9-Out-2013
Resumo: Objetivos: Verificar qual o nível de educação, conhecimento e importância que Médicos e Técnicos de Prótese têm sobre a temática da desinfeção de materiais de impressão e ainda avaliar se a comunicação entre estes inclui este assunto Materiais e Métodos: Efetuou-se um estudo observacional transversal segundo a técnica estratificada. A pesquisa abrangiu Médicos Dentistas (n=64) e Técnicos de Prótese Dentária (n=11) da região de Viseu, aos quais foi distribuído um questionário para a avaliação do comportamento e atitudes na desinfeção das impressões dentárias. Os resultados obtidos foram processados e analisados por métodos estatísticos descritivos. Resultados: O alginato é o material de impressão usado pela totalidade (100%) dos inquiridos e a Prostodontia é a área da Medicina Dentária que mais recorre aos materiais de impressão. 60,3% dos Médicos Dentistas afirma efetuar sempre a desinfeção dos materiais de impressão enviados para o Laboratório, no entanto 90,9% dos Técnicos não recebe qualquer notificação neste âmbito. A desinfeção química é feita maioritariamente com álcoois sob a forma de spray, sendo a eficácia o fator que mais influencia na escolha de um desinfetante. A maioria dos Médicos Dentistas questionados (65,6%) afirma não informar o Laboratório sobre o estado de desinfeção do biomaterial. 90,9% dos Técnicos de Prótese Dentária admita não confiar na desinfeção efetuada pelo Médicos Dentistas. Conclusões: As respostas obtidas indicam a necessidade de medidas educacionais adicionais no que concerne às práticas de controlo de infeção específica, bem como uma maior comunicação entre as clínicas e os laboratórios. No âmbito da comunicação e da confiança entre os Técnicos de Prótese Dentária e os Médicos Dentista, os resultados obtidos são abaixo do esperado e chegam mesmo a ser contraditórios com a literatura internacional.
Aims: To check the level of education, knowledge and significance that Dentists and Dental Technicians have on the subject of disinfection of impression materials, evaluating if communication between them covers this issue. Materials and Methods: A cross-sectional study using the stratified technique was performed. The research covered Dentists (n=64) and Dental Technicians (n=11) practicing in the Viseu region, to whom it was distributed a questionnaire to evaluate the behaviour and attitudes on dental impression disinfection. The results have been processed and analysed by descriptive statistical methods. Results: Alginate is the material used by all (100%) of the respondents and Prosthodontics is the Dentistry area that most uses this impression materials. 60.3% Dentists states always make disinfection of impressions materials that are sent to the Laboratory. However 90.9% of the Dental Technicians do not receive any notification about it. Chemical disinfection is performed with alcohols, mainly in the form of spray; effectiveness is the most determining factor when selecting the disinfection material. Most Dentists questioned (65.6%) declare not inform the Laboratory about the state of disinfection of the biomaterial. 90.9% of Dental Technicians admit not rely on disinfection performed by dentists. Conclusions: The responses indicate the need for additional educational measures regarding infection control practices and to improve communication between Dentists and Dental Technicians. Regarding communication and confidence, the results are lower than expected and even contradictory to the international literature.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/13780
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
DCSV - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Monografia de MIMD_versão final.pdf1,28 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.