Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/13679
Título: Qualidade de vida e bem-estar na Esquizofrenia em contexto institucional : influência do suporte social e da dimensão ocupacional
Autor: Pereira, Sónia Joana Neiva
Orientador: Costa, Eleonora
Palavras-chave: Esquizofrenia
Qualidade de Vida
Bem-Estar
Suporte Social e Dimensão Ocupacional
Schizophrenia
Quality of Life
Well-Being
Social Support and Occupational Dimension
Data de Defesa: 9-Nov-2012
Resumo: A esquizofrenia, considerada, atualmente, o transtorno mental mais grave, caracteriza-se pela presença de sinais e sintomas na área do pensamento, perceção e emoções, o que afeta diversas áreas da vida do indivíduo. Segundo a revisão a literatura, o suporte social bem como a dimensão ocupacional são referidos como fatores de proteção e promoção de saúde, que levam, deste modo, a uma melhor qualidade de vida e a uma melhor perceção de bem-estar. Assim, o objetivo desta dissertação passa por verificaro suporte social e a dimensão ocupacional influência a perceção que os utentes têm da qualidade de vida e bem-estar. Trata-se de um estudo quantitativo, correlacional, transversal com uma amostra de 30 utentes, da Casa de Saúde São João de Deus, sendo que 15 pertencem à reabilitação e os outros 15 a uma unidade de doentes crónicos. Dos resultados apurados verifica-se que existe uma correlação positiva entre qualidade de vida, bem-estar e suporte social em ambos os grupos e que os utentes com atividade ocupacional percecionam melhor bem-estar geral e qualidade de vida nas dimensões psicológica e de relações sociais. Por último, verifica-se que os utentes com maior tempo de internamento vêm a sua qualidade de vida e bem-estar comprometidos. Espera-se que esta investigação seja um contributo a nível de conhecimentos na área de saúde, relativamente à importância do suporte social e da atividade ocupacional, como fatores protetores, para o bem-estar e qualidade de vida de doentes com esquizofrenia.
Schizophrenia, currently considered the most severe mental disorder, is characterized by the presence of signs and symptoms in the area of thought, perception and emotions, which affects multiple areas of functioning. According to the literature review, social support as well as the occupational dimension are referred to as protective factors and health promotion, leading thus to a better quality of life and a better perception of well-being. The objective of this work is to verify the social support and occupational dimension influence the perception that users have quality of life and wellbeing. This is a quantitative, correlational, cross-sectional sample of 30 users, the House of St John of God Health, of which 15 belong to the rehabilitation and the other 15 to a unit of the chronically ill. From the results obtained it appears that there is a positive correlation between quality of life, well-being and social support in both groups and that users with occupational activity perceive better overall well-being and quality of life and psychological dimensions of social relations . Finally, it appears that users with longer hospitalization come to their quality of life and well-being compromised. It is hoped that this research is a contribution level of knowledge in the area of health, on the importance of social support and occupational activity, protective factors, to the wellbeing and quality of life of patients with schizophrenia.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/13679
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
FF - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação de Mestrado.pdf1,13 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.