Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/13650
Título: O equilíbrio trabalho/família nos advogados : diferenças de género
Autor: Pereira, Susana Cristina Alves da Silva
Orientador: Ribeiro, Célia
Palavras-chave: Equilíbrio
Conflito
Enriquecimento
Trabalho
Família
Advogado
Género
Balance
Conflict
Enrichment
Work
Family
Lawyer
Gender
Data de Defesa: 31-Out-2012
Resumo: O equilíbrio entre a vida profissional e familiar é um dos grandes desafios dos países em desenvolvimento e uma das temáticas com maior destaque na União Europeia. A maioria dos estudos relacionados com a gestão dos papéis do trabalho e da família centram-se nos aspetos negativos desse balanço (conflito trabalho/família), menosprezando a exploração dos possíveis resultados positivos na gestão das funções no trabalho e na família (enriquecimento trabalho/família). É objetivo fundamental do presente trabalho identificar o nível de perceção do conflito trabalho/família e do enriquecimento trabalho/família, bem como ambas as valências de influência, isto é, do trabalho para a família e da família para o trabalho, dando ênfase às diferenças de género. Procedeu-se a um estudo de caracter exploratório, descritivo e correlacional, através dos métodos de investigação quantitativa. A amostra é constituída por 267 advogados pertencentes a sociedades portuguesas de alguma dimensão localizadas na cidade de Lisboa. Os resultados permitem comprovar a validade de uma estrutura multidimensional do conflito e do enriquecimento trabalho/família, bem como a relevância da perspetiva do género sobre esta temática. O género feminino apresenta maior conflito ao nível da tensão do trabalho para a família e em relação ao tempo e tensão família-trabalho. São as mulheres casadas e com dois filhos que apresentam um maior conflito ao nível do tempo da família para o trabalho. Tanto no género feminino como no masculino quanto maior é o número médio de horas de trabalho por semana maior é o conflito trabalho-família relacionado com o tempo. No género feminino verifica-se maior enriquecimento ao nível do desenvolvimento trabalho-família e afeto família-trabalho. As mulheres com mais idade apresentam um maior desenvolvimento trabalho/família e um menor afeto da família/trabalho, e são as casadas e com mais de dois filhos que apresentam maiores índices de enriquecimento relacionado com a eficiência família-trabalho. Quanto maior é o tempo de experiência profissional nas mulheres, maior é o nível de enriquecimento relacionado com o desenvolvimento trabalho-família e menor é o nível de enriquecimento ao nível do desenvolvimento família-trabalho. No género masculino, o aumento de idade leva à diminuição do desenvolvimento, afeto e eficiência da família para o trabalho, e quanto menor é o tempo de experiência profissional maior é o nível de enriquecimento ao nível da eficiência trabalho-família. O conflito e o enriquecimento trabalho/família relacionam-se negativamente.
Balancing professional and family life is one of the great challenges in developing countries and is one of the main topics of discussion in the European Union. The majority of studies on the management of work and family roles focus on the negative aspects of this balance (the work/family conflict), rather than exploring the potentially positive results of good management of work and family roles (work/family enrichment). The main aim of this paper is to identify the level of perception of the work/family conflict and work/family enrichment, as well as the valance of influences, or in other words, the influence of work on the family and the influence of the family on work, focussing on the differences between the genders. We carried out an exploratory, descriptive and correlational study, using quantitative research methods, with a sample of 267 lawyers from large Portuguese firms based in Lisbon. The results allow us to establish the validity of a multidimensional structure of work/family conflict and enrichment, as well as the relevance of gender in this issue. Women experience greater conflict in terms of work-family tension and related to time and family-work tension. Married women with two children feel the greatest conflict in terms of family time and work time. Both men and women experience greater time-related work-family conflict the higher the average numbers of hours worked per week. Women experience a higher level of enrichment in terms of work-family development and familywork feelings. Older women show greater work/family development and lesser family/work affect, with married women with more than two children showing the greatest enrichment indices in terms of family-work efficiency. The longer the professional experience women have, the greater the level of enrichment related to work-family development and the lesser the level of enrichment in terms of family-work development. The older men are, the lesser their family-work development, affect and efficiency; and the shorter their professional experience, the greater the level of enrichment in terms of workfamily efficiency. Work/family conflict and enrichment have a inverse relationship.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/13650
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
DEGS - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese de Mestrado - Susana Pereira.pdf3,12 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.