Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/13549
Título: Da "abertura" das instituições de ensino superior a "novos públicos" : o caso português
Autor: Amorim, José Pedro de Melo Rosa
Orientador: Azevedo, Joaquim
Coimbra, Joaquim Luís
Palavras-chave: Ensino Superior
Educação de Adultos
Novos Públicos
Estudantes Adultos
Reconhecimento de Aprendizagens Prévias
Identidade
Higher Education
Adult Education
Adult Students
Recognition of Prior Learning
Identity
Data de Defesa: 2013
Resumo: Desde que cada instituição tem o poder de selecionar os seus próprios candidatos, tem-se assistido a uma “abertura” do ensino superior a “novos públicos”. Este aumento quantitativo tornou evidente uma qualidade até aí dissimulada: estes estudantes trazem consigo uma riqueza muito significativa e singular de experiências. Seguiu-se, por isso, duas linhas de investigação interrelacionadas: de um lado, a relação dos adultos e da educação de adultos com o ensino superior, do outro, o reconhecimento de aprendizagens prévias. Dada a recência da “abertura”, este estudo assumiu um forte caráter exploratório, mas orientado para dois objetivos essenciais: procurar caraterizar algumas particularidades sistémicas dessa “abertura” e perceber os significados atribuídos pelos adultos à sua experiência enquanto estudantes do ensino superior. Utilizou-se uma metodologia mista, com análise das estatísticas nacionais de acesso e de alguns números de abandono, bem como com análise de discurso de sete entrevistas semiestruturadas com estudantes adultos. A análise das estatísticas permitiu concluir que o acesso de estudantes “maiores de 23” varia de acordo com (i) o subsistema de ensino superior, (ii) o estatuto e a localização geográfica das instituições e (iii) a área de educação e formação. Estes resultados parecem reforçar a hipótese de que os “maiores de 23” são bem-vindos apenas para ocupar os lugares deixados vagos pelos estudantes “tradicionais”, isto é, jovens com o ensino secundário completo. Os números de abandono mostram uma realidade heterogénea e preocupante, pelo facto de algumas instituições registarem taxas superiores a 50%. Da análise das entrevistas conclui-se que os estudantes adultos (i) gerem um tempo escasso, (ii) têm uma motivação muito forte, subordinada a razões muito diversas, (iii) parecem ser altamente competitivos, (iv) valorizam a relação que estabelecem com os professores e (v) procuram no ensino superior não só conhecimento, mas também reconhecimento da identidade que pensam ter.
Since each institution has the power to select its own candidates, one has assisted to an “opening” of higher education to students over 23 years old. This quantitative increase highlighted a quality disguised until then: these students bring with them a very significant and unique wealth of experience. Therefore, two interrelated research lines were followed: on the one hand, the relationship of adults and adult education with higher education and, on the other, the recognition of prior learning. Given the recency of the identified “opening”, this study assumed a strong exploratory character, with two main goals: to characterize some particularities of this “openness” and to understand the meanings attributed by adults to their experience as students in higher education. A mixed methodology was used: an analysis of national statistics of access and some drop-out numbers, as well as a discourse analysis of seven semi-structured interviews with adult students. The statistical analysis allowed the conclusion that the access of “over 23” students depends on (i) the higher education subsystem, (ii) the status and geographic location of the institutions and (iii) the education and training area. These results seem to reinforce the hypothesis that these adult students are welcome just to fill the places left vacant by the “traditional” students, that is, young people with upper secondary education. The drop-out numbers show a heterogeneous and worrying reality, given the fact that some institutions have rates higher than 50%. The analysis of the interviews shows that adult students (i) manage a scarce time, (ii) have a very strong motivation, subject to very different reasons, (iii) seem to be highly competitive, (iv) value the relationship they establish with teachers and (v) seek in higher education, not only knowledge, but also recognition of the identity they think they have.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/13549
Aparece nas colecções:R - Teses de Doutoramento / Doctoral Theses
FEP - Teses de Doutoramento / Doctoral Theses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese_PhD_JPA_Final.pdf2,21 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.