Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/13463
Título: O espelho e a constituição do sujeito na obra de Dan Graham
Autor: Nascimento, Ana Maria Avilez de Bilbao do
Orientador: Carvalho, Jorge Vaz de
Lapa, Pedro
Palavras-chave: Espelho
Percepção
Desestabilização
Constituição
Espectador
Dan Graham
Mirror
Perception
Destabilization
Constitution
Spectator
Data de Defesa: 9-Jan-2012
Resumo: Procurando evidenciar as mudanças sentidas no âmbito das artes visuais durante as décadas de sessenta e setenta do século XX, alterações que se encontram directamente relacionadas com uma nova concepção do objecto artístico e com a diluição da tradicional noção de espectador, o presente estudo procede à análise da obra de Dan Graham, um dos artistas mais consequentes na desestabilização/reconfiguração dos respectivos pressupostos. Para um aprofundamento destas ideias destaca-se a instalação Present Continuous Past(s), evidenciando-se na mesma a importância do jogo perceptivo resultante da utilização do espelho e do circuito fechado de vídeo, elementos que permitem a problematização do objecto artístico, tal como cooperam, mediante a imposição de parelhas dicotómicas (sujeito observador/objecto observado; individual/colectivo; público/privado), na constituição de um espectador (sujeito) mais activo e consciente. A dissertação toma como ponto de partida as contribuições minimalistas e pós-minimalistas, destacando o recurso aos diversos materiais reflectores e a sua faculdade mediadora. Esta contextualização serve o propósito de sustentar a obra de Dan Graham e de comprovar simultaneamente que a mesma se estabelece num lugar sem paralelo, de contornos particulares e único.
In an attempt to stress the challenges posed by the visual arts throughout the 1960s and 1970s, challenges which are closely related to a novel conception of both the art object and the spectator, this dissertation analyzes the work of Dan Graham, one of the artists that most effectively questioned received views about the nature of art and the role of the audience. To understand these challenges more deeply, we focus on Present Continuous Past(s), an installation of Graham’s that makes use of mirrors and a closed-circuit television system in order to question the traditional concept of art object and emphasize the more active, conscious role of the spectator (subject). The dissertation begins by considering Minimalism and Postminimalism contributions, paying close attention to the use of reflective materials and their capacity to mediate. The purpose of this is twofold: on the one hand, it allows us to put Graham’s work into context and, on the other, it seeks to confirm Graham’s unparalleled career.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/13463
Aparece nas colecções:FCH - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.