Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/13437
Título: DFJ Vinhos : wines in China, a promising but difficult market : a case on internationalization process and positioning strategies
Autor: Almeida, Vasco Manuel de Sousa Machado Caldas de
Orientador: Assunção, João Borges de
Marcos, Paulo Gonçalves
Palavras-chave: Internationalization Process
Segmentation
Targeting
Positioning
Consumer Behavior and Cultural Adaptation
Wines
China
Data de Defesa: 30-Out-2013
Resumo: The wine consumption in China has grown significantly and the prognosis for the following years seems very promising. In fact, with the increase of the middle class, the consumption habits within this country have started to shift, namely in what regards to the consumption of imported wines, which have achieved a prime position. Hence, China appears to be a market that no wine producer or exporter can afford to ignore. DFJ Vinhos, which has already occasionally exported to China, is a Portuguese wines’ company that aims to reposition itself within the Chinese wine market, turning occasional exportations into an ambitious project. The goal is to place 15% of its capacity in this market within the following two years. The challenge for José Neiva Correia, DFJ Vinhos’ CEO, is to find the correct place for his wines. Bearing this in mind, the cross point is: whether to position itself in a lower end segment, betting on higher turnovers, or risking in a higher end positioning through a well-orchestrated campaign. Furthermore, the company would have to take into consideration the fierce existing competition, the cultural expectations and the lack of visibility of Portugal’s brand image within this demanding market.
O consumo de vinho na China tem vindo a crescer de forma muito significativa, sendo a previsão para os próximos anos bastante promissora. Com efeito, com o aumento da classe média, os hábitos de consumo deste país começaram a alterar-se, nomeadamente no que respeita ao consumo de vinhos importados, os quais se encontram numa posição de destaque. Assim, o mercado Chinês aparenta ser um mercado a não ser ignorado por produtores ou exportadores de vinho. A DFJ Vinhos, a qual esporadicamente tem vindo a exportar para a China, é uma empresa de vinhos portuguesa que pretende recolocar-se no mercado de vinhos chinês, tornando exportações esporádicas num projecto ambicioso. O objectivo é vir a colocar 15% da sua capacidade neste mercado dentro dos próximos dois anos. O desafio de José Neiva Correia, CEO da DFJ Vinhos, é o de encontrar o espaço certo para os seus vinhos. Face ao exposto, a questão é: se deverá posicionar-se num segmento de mercado mais baixo, apostando numa maior rotatividade de produto, ou arriscar num posicionamento mais alto através de uma bem orquestrada campanha de comunicação. Além disso, a empresa teria de ter em conta a feroz concorrência existente, as expectativas culturais, e a falta de visibilidade da “marca Portugal” neste exigente mercado.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/13437
Aparece nas colecções:FCEE - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Master´s thesis Vasco Caldas de Almeida.pdf1,63 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.