Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/13424
Título: A mudança nas condições de encontro intergeracional na comunidade : imagens dos idosos expressas pelas crianças
Autor: Araújo, Carla Manuela de Sá
Orientador: Madeira, Rosa
Palavras-chave: Idosos
Crianças
Representações Sociais
Relações Intergeracionais
Mudança Social
Data de Defesa: 5-Nov-2012
Resumo: O estudo exploratório que aqui apresentamos teve como origem a nossa surpresa e preocupação com a reação das crianças ao contato com Pessoas Idosas, numa freguesia com características rurais, situada no norte de Portugal. A instalação da Escola do Ensino básico no edifício de um Centro de Lazer para idosos levou a que os dois grupos tivessem passado a usar o refeitório. Esta circunstância não faria supor que houvesse receios ou reações de evitamento que observamos nas crianças. Levantaram-se assim as dúvidas às quais este trabalho procura responder, tendo em conta a problemática das relações intergeracionais. Embora reconhecendo que estas relações têm sofrido alterações ao longo dos tempos, considera-se que as dificuldades são agora mais visíveis por efeito da intensificação de mudanças na sociedade, designadamente alterações demográficas, na estrutura familiar, nas condições de emprego e nas politicas sociais. A institucionalização das crianças e dos idosos é aqui considerada quer como resposta social a necessidades geradas por estas mudanças, quer como alteração das condições de convivência entre estes dois grupos sociais, com consequências que podem ser negativas de parte a parte. Considera-se que o afastamento e as condições artificiais criadas por algumas iniciativas pontuais, que visam promover a convivência entre gerações, podem reforçar estereótipos e práticas da discriminação que caraterizam o idadismo. Este trabalho pretendeu explorar os elementos simbólicos com que as crianças de idade escolar representam as pessoas idosas e as suas relações com elas. Para este efeito foram analisados desenhos e opiniões, recolhidos através de questionário aplicado a crianças com idades compreendidas entre os 6 e os 10 anos de idade, que tornaram evidentes a diferença de imagens dos idosos, quando imaginados no papel de utentes, como pessoas de mais idade ou de Avós. Procurou-se ainda identificar a influência de uma atividade intencionalmente orientada para promover a melhoria das relações intergeracionais sobre um dos grupos de crianças ouvidas na investigação. Os resultados apresentam diferenças na forma como as crianças representam os idosos, sobressaindo diferenças dos cenários e situações apresentados nos desenhos e questionários. Estes dados sugerem a importância da valorização das experiencias passadas e presentes, e dos contextos públicos e privados, onde pessoas de diferentes gerações se encontram e interagem como sujeitos que são contemporâneos e que partilham entre si o direito de participar na vida e desenvolvimento da comunidade.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/13424
Aparece nas colecções:FCS - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
A publicar.pdf843,7 kBAdobe PDFVer/Abrir
Dissertação Final de Carla Araújo.pdf5,1 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.