Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/13346
Título: Da escola da normalização à escola da diversidade : perspetivas da educação de surdos nos últimos trinta anos em Portugal : relatório de atividade profissional
Autor: Campos, Luísa Maria Ribeiro da Rocha Peixoto
Orientador: Ponte, Filomena
Palavras-chave: Surdez
Educação Bilingue
Rendimento Escolar
Deafness
Bilingual Education
School Performance
Data de Defesa: 19-Jan-2013
Resumo: A educação de surdos tem sofrido grande evolução ao longo dos tempos. Desde o século XVIII, período emergente do processo de educação formal de pessoas com surdez até aos dias de hoje, a tónica foi sendo posta na comunicação, processo vital para o ser humano. Nos últimos trinta anos, em Portugal e em todo o mundo civilizado, oscilou-se entre as abordagens oralista e bilingue (gestualista), processo que discutimos neste documento. A perspetiva bilingue é, hoje, aceite pela maior parte dos especialistas em educação de surdos, linguística, psicologia e neurologia bem como pelos próprios surdos e assenta no respeito pela diversidade e no direito à escola para todos. Esta abordagem baseia-se nos pressupostos que a surdez pode ser vista como uma diferença e que a(s) comunidades(s) surda(s) têm uma língua e culturas próprias. O objetivo deste estudo é plasmar uma panorâmica da educação de crianças e jovens surdos, nos últimos trinta anos, ancorada nas correntes filosóficas, conceitos sociais, teorias curriculares, visão das necessidades educativas especiais e conceitos de aprendizagem que enquadraram as três décadas, dos anos 80 à atualidade. Pretende, ainda, conhecer-se a evolução da educação de surdos em Braga e, ainda, o grau de satisfação dos alunos surdos, da autoestima, a sua visão da escola, dos profissionais que trabalham junto deles, em relação ao modelo bilingue, em prática na Escola EB 2,3 de Lamaçães, Braga, através da aplicação de um inquérito. Os resultados apontam para a satisfação dos alunos surdos em relação ao modelo bilingue.
Education of the deaf experienced a great evolution throughout time. Since the 18th century, a period of remarkable evolution in formal Education of deaf people, to this das, the emphasis was set over communication, a vital process for the human being. Over the last thirty years booth in Portugal and in the civilized world, a loop between oralist and bilingual (manualism) approaches took place, a process we will discuss in this document. Bilingual approach is, nowadays, accepted by most of the specialists in deaf education, psychology, and neurology and by deaf themselves and is supported in respect for diversity and the right to school for all. This approach is founded on the assumption that deafness can be considered as a difference and that deaf communities have a language and culture of their own. The goal of this study is to make an overview of education of deaf children over the last thirty years, anchored in philosophical currents, social concepts, curriculum theories and the way how special educational needs are viewed and learning concepts that set the framework of the last three decades from the 80's to nowadays. Another goal is to understand the evolution of deaf Education in Braga and also the degrees of satisfaction of deaf students, their self-esteem, their vision on school and on the professionals that work with them and about bilingual approach that is implemented in School EB 2,3 de Lamaçães, Braga, through the application of a survey. Findings point out to great deaf students’ satisfaction with bilingual model.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/13346
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
FCS - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
publicação LUISA.pdf116,03 kBAdobe PDFVer/Abrir
TESE COMPLETA LUISA CAMPOS.pdf3,44 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.