Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/13269
Título: Famílias clássicas do concelho de Lisboa com parentes institucionalizados : das causas da institucionalização aos requisitos para cuidado no domicílio
Autor: Rocha, Marisa Joaquina Rebelo
Orientador: Pereira, Filipa
Costa, Andreia
Palavras-chave: Família clássica
Dependência
Autocuidado
Parentes institucionalizados
nstitucionalização
Classic family
Dependency
Self-care
Institutionalized relatives
Institutionalization
Data de Defesa: 12-Set-2013
Resumo: A população portuguesa, no último século, tem sofrido alterações demográficas significativas. Fruto do envelhecimento da população, o número de idosos dependentes integrados no seio das famílias clássicas tende a aumentar. Muitas vezes, face à condição de dependência de algum dos seus membros, as famílias recorrem à institucionalização, até porque as exigências de cuidado ao familiar dependente excedem os recursos (internos e externos) que estão disponíveis no seio das famílias. Este estudo teve por finalidade explorar a problemática da institucionalização dos dependentes, por parte das famílias clássicas do concelho de Lisboa. Teve por objectivos: identificar que motivos contribuíram para a institucionalização; identificar o tipo de envolvimento da família no processo de institucionalização do dependente e os recursos que a família considera como necessários para assumir o cuidado dos seus parentes dependentes no ambiente do domicílio. A metodologia utilizada assumiu um carácter quantitativo. Foi um estudo exploratório-descritivo e transversal; em que o instrumento de colheita de dados (formulário) foi elaborado com base na pesquisa bibliográfica desenvolvida. Este instrumento de colheita de dados foi aplicado numa abordagem “porta a porta”, com base numa amostra probabilística e estratificada por freguesia de 2551 famílias clássicas de Lisboa, entre Julho e Setembro de 2009. Aceitaram responder ao formulário 75 famílias com parentes dependentes no autocuidado institucionalizados. A maioria dos dependentes institucionalizados são viúvos e do sexo feminino; a dependência no autocuidado é referida como principal causa para a institucionalização, seguido do défice de apoio informal e formal. Estes dependentes encontram-se maioritariamente em lar. O envelhecimento é mencionado como o principal motivo para o surgimento da dependência, seguido da doença crónica. A decisão de institucionalizar o parente dependente partiu da família (no seu conjunto), estando esta globalmente satisfeita com a instituição do seu parente institucionalizado. No que respeita aos requisitos necessários para a família ter o seu parente dependente no domicílio, verificámos que o apoio das equipas de saúde, foi referido como um requisito fundamental.
In the last century the Portuguese population has undergone significant demographic changes. Due to the aging population, the number of elderly dependents included in the classic family is likely to increase. Often, given the condition of dependence of some of its members, families resort to institutionalization, because care demands for the familiar dependent exceeds the resources (internal and external) that are available within the family. This study aimed to explore the issue of institutionalization of the dependents by classic families in the municipality of Lisbon. It tried to achieve the following objectives: identify the reasons that contributed to the institutionalization; identify the type of family involvement in the process of institutionalization of the dependent, and the resources that the family considers to be necessary to take care of their dependent relatives in the domiciliary environment. The used methodology assumed a quantitative character. It was an exploratory-descriptive and transversal study, in which the data collection instrument (form) was based on bibliography research. This instrument of data collection was applied to a "door to door," approach, based on a probabilistic sample, and stratified by parish of 2551 classic families in the city of Lisbon, between July and September of 2009. 75 families with institutionalized relatives dependents in self-care, agreed to fill the form. Most of the institutionalized dependents are widowed females; reliance on self-care is referred as the primary cause for institutionalization, followed by lack of formal and informal support. These dependents are mainly found at home. Aging is mentioned as the main reason for the emergence of dependence, followed by chronic illness. The decision to institutionalize a dependent relative, arose from the family (as a whole), and it´s generally satisfied with the institution of their institutionalized relative. As regards to the requirements for the family to have their dependent relative at home, we found that the support of health teams was mentioned as a fundamental prerequisite
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/13269
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
ICS(L) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Marisa Versao Final- Julho de 2013.pdf2,43 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.