Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/13228
Título: Prevalência de HPV na saliva da população da clínica dentária universitária da UCP-Viseu
Autor: Galo, Alexandra de Almeida
Orientador: Correia, Maria José
Palavras-chave: Vírus do papiloma humano (HPV)
oral
prevalência
cancro
Human papillomavirus (HPV);
oral
prevalence
cancer
Data de Defesa: 2012
Resumo: Introdução: Os vírus do papiloma humano (HPV) são uma família de vírus de DNA não envelopados associados principalmente ao cancro do colo do útero. Contudo, há dados epidemiológicos que sugerem que o HPV desempenha um papel importante como fator de risco no desenvolvimento de cancro orofaríngeo não só como modulador do processo de malignização em tumores orofaríngeos induzidos por álcool e tabaco mas também como fator oncogénico primário na indução da carcinogénese entre não fumadores e não alcoólicos. Torna-se evidente a necessidade de mais estudos de prevalência de HPV oral entre indivíduos saudáveis no sentido de conhecer a sua distribuição e diversidade na população em geral. Deste modo, o objetivo deste estudo é precisamente realizar um rastreio em adultos saudáveis no sentido de aferir a prevalência de HPV oral em pacientes da Clínica Dentária Universitária. Métodos: Procedeu-se à seleção de 40 pacientes saudáveis da Clinica Dentária Universitária UCP-Viseu dos quais foram recolhidas amostras de saliva e epitélio oral dos bordos laterais da língua. Realizou-se então a extração de DNA das amostras, o qual foi analisado quanto à presença de HPV por PCR (Polimerase Chain Reaction). Os fragmentos obtidos foram sequenciados de forma a confirmar a presença do vírus e a determinar a que tipo de HPV pertencem. Resultados: Nas amostras recolhidas algumas revelaram a presença de fragmentos amplificados suspeitos de poder corresponder à presença de HPV na saliva. No entanto, nas reações de sequenciação foram obtidas sequências não específicas pelo que não se confirmou a presença deste vírus na amostra analisada. Sendo assim estamos perante uma prevalência de HPV oral de 0% na amostra estudada. Conclusões: Os resultados obtidos fornecem novas informações sobre o status do HPV oral numa área geográfica ainda não caracterizada quanto à prevalência deste vírus, o que é de extrema importância em termos de saúde pública. Os dados obtidos parecem indicar que a prevalência do vírus na população é menor que noutras populações embora também seja de considerar que a amostra possa não ser representativa da população uma vez que foram analisadas apenas 40 amostras devendo estes resultados ser considerados preliminares e suportados por estudos futuros com amostras de maior dimensão. Considerando o envolvimento do HPV na etiologia do cancro orofaríngeo, revela-se pertinente realizar mais estudos epidemiológicos no âmbito do HPV oral.
Introduction: The human papillomaviruses (HPV) are a family of non-enveloped DNA viruses, mainly associated with cervical cancers. However, there are epidemiologic data that suggest its role as a risk factor in the development of oropharyngeal cancers, not only as a modulator of the malignancy process in oropharyngeal tumors induced by alcohol and tobacco but also as a primary oncogenic factor in the carcinogenesis induction among non smokers and non alcoholic. More oral HPV prevalence studies in healthy individuals are needed in order to investigate the potential oncogenic risk of this virus as well as to acknowledge its distribution and diversity in the general population. Thus, the goal of this study was to perform an HPV screening in healthy adults to assess oral HPV prevalence in the University Dentistry Clinic patients. Methods: 40 healthy patients of the UCP-Viseu University Dental Clinic were selected and submitted to saliva and lateral borders of the tongue epithelium collection. DNA was then isolated from the saliva samples and screened for HPV 6, 11, 16 and 18 through PCR. The obtained fragments were sequenced in order to confirm the virus presence and to determine to what type of HPV they belong to. Results: Some of the collected samples revealed the presence of amplified fragments suspects of possibly corresponding to HPV presence in the saliva. However, in the sequencing reactions non-specific sequences were obtained whereby this virus presence in the analyzed population was not confirmed. Therefore the oral HPV prevalence in the studied sample is 0%. Conclusions: The obtained results provide new information about the oral HPV status in a previously non-screened area for this virus prevalence, which is extremely important public health wise. The obtained data seems to indicate that the prevalence of the virus in the population is lower than in other populations although the sample may not be representative of the population as only 40 samples were analyzed and consequently these results should be considered preliminary and the conclusions supported by further studies with larger sample size. Considering HPV involvement in oropharyngeal cancer etiology, it becomes relevant to perform more oral HPV epidemiological studies.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/13228
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
DCSV - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
HPV SUPER FINAL - para impressão pdf.pdf2,29 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.