Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/13213
Título: Prevalência da recessão gengival nos pacientes consultados na clinica universitária da UCP-Viseu
Autor: Lapa, João Gonçalo Baptista
Orientador: Leitão, Jorge Galvão Martins
Veiga, Nélio Jorge
Palavras-chave: recessão gengival
prevalência
escovagem
tratamento ortodôntico
placa
tabaco
álcool
gingival recession
prevalence
brushing
orthodontic treatment
plaque
tobacco
alcohol
Data de Defesa: Set-2012
Resumo: Introdução: A recessão gengival é uma condição clínica indesejada definida como a perda de inserção que resulta numa migração apical da gengiva marginal livre. A importância que se deve dar a cada recessão varia consoante a sua etiologia, a sua extensão e as complicações que dela possam advir. Pretendemos determinar a prevalência da recessão e da sua etiologia numa amostra de pacientes consultados na Clínica Universitária da UCP-Viseu e realizar também um estudo epidemiológico de outras condições que lhes estão associadas. Metodologia: Realizámos um estudo piloto desenhado como estudo epidemiológico observacional transversal em que avaliámos uma amostra de 101 pacientes consultados na Clínica Universitária da UCP-Viseu com uma idade média de 23,11 ± 2,23anos. Cerca de 46,5% indivíduos pertenciam ao género masculino e 53,5% ao feminino. Estes foram sujeitos tanto a um questionário referente a questões relacionadas com factores associados às recessões gengivais, como a um exame clínico para medição destas e identificação de factores etiológicos locais, bem como identificação do índice de placa. Resultados: A prevalência de recessão gengival é de 85,1%, não existindo diferenças relevantes entre os géneros sendo 81,4% casos de recessões localizadas. A condição estética apenas é influenciada em 14,0% e apenas 17,4% dos pacientes com recessão apresentam sensibilidade. Neste estudo encontrou-se uma maior associação entre o desenvolvimento de recessões e a utilização de uma técnica de escovagem baseada em movimentos horizontais e de escovas com cerdas de maior dureza. Dos pacientes sujeitos a tratamento ortodôntico prévio, 83,8% apresentavam recessões. Verificou-se que a presença de hábitos e de placa encontram-se associados ao surgimento de recessões e à sua severidade. Conclusões: Para obter conclusões mais concretas serão necessários mais estudos recorrendo a uma amostra de maiores dimensões. Apesar de se ter verificado que a maioria da amostra analisada já apresenta comportamentos de saúde oral, observou-se que alguns ainda necessitam de ser alterados e, para isso será essencial a compreensão da necessidade de modificar determinados hábitos para a prevenção do desenvolvimento de recessões
Introduction: Gingival recession is a clinical condition defined as unwanted attachment loss, which results in apical migration of the free gingival margin. The importance that should be given to every recession varies by its aetiology, spread and complications that may arise. We intend to determine the prevalence of the recession and its aetiology in a sample of patients consulted at the University Clinic of UCP-Viseu and also perform an epidemiological study of other conditions associated with them. Methods: We conducted a cross-sectional pilot-study in which we evaluated a sample of 101 patients consulted in the University Clinic of UCP-Viseu with a mean age of 23.11 ± 2.23 years. Approximately 46.5% of the participants were male and 53.5% were female. These were both subjected to a questionnaire regarding issues related to factors associated with gingival recessions and a clinical examination for identifying and measuring these local aetiological factors, as well as identification of plaque index. Results: The prevalence of gingival recession is 85.1%, with no significant differences between genders and in which 81.4% of the cases were localized recessions. The condition is influenced by aesthetics only in 14.0% and only 17.4% of patients with recession presented sensitivity. In this study, we found a greater association between the development of recessions and using a brushing technique based on horizontal movements and brushes with harder bristles. Of the patients undergoing prior orthodontic treatment, 83.8% had recessions. It has been found that the presence of habits and plaque are associated with the onset of recessions and its severity.Conclusion: For more concrete conclusions will be needed further studies using a larger sample. Although the majority of the analysed sample already presents oral health behaviours, it was observed that some still need to be changed, and it will be essential to an understanding of the need to modify certain habits for preventing the development of recessions.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/13213
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
DCSV - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
João Lapa.pdf2,25 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.