Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/13195
Título: Intellectual Property Rights vs. access to medicines : the impact on the CSR strategy of pharmaceutical companies : the case of GlaxoSmithKline
Autor: Torres, Rita Fonseca Santos Monteiro
Orientador: Pinheiro, Susana Frazão
Palavras-chave: Pharmaceutical Industry
Strategic CRS
Access to medicines
Intellectual Property Rights
Developing Countries
Indústria Farmaceutica
Responsabilidade Social Estratégica
Acesso a Medicamentos
Direitos de Propriedade Intelectual
Países em Desenvolvimento
Data de Defesa: 10-Set-2013
Resumo: The aim of this dissertation is to study how Corporate Social Responsibility (CSR) is integrated in companies, with a special focus on the pharmaceutical industry. The problem statement relies on understanding how has the tension between the accessibility of essential medicines in developing countries and Intellectual Property Rights (IPRs) influenced the CSR strategy of multinational companies in the pharmaceutical industry over the last years. In order to act in accordance with this objective, a teaching case was developed, based on GlaxoSmithKline (GSK), a British multinational pharmaceutical that is the world’s second largest pharmaceutical company and world leader in the provision of drugs to treat the three most critical diseases in the developing world: HIV/AIDS, malaria and tuberculosis. GSK was the first company from the industry to approach the access to medicines issue as a strategic consideration, by incorporating it not only in its CSR strategy but also in the company’s overall strategy. The challenge faced translates how CSR practices, when adopted strategically, can simultaneously create economic and social value.
O principal objectivo desta dissertação é estudar a forma como a Responsabilidade Social é integrada nas empresas, com um foco especial na indústria farmacêutica. O problema a investigar baseia-­‐se na compreensão da tensão entre o acesso a medicamentos essencias em países em desenvolvimento e os direitos de propriedade intellectual, e a sua influência na estratégia de Responsabilidade Social de empresas multinacionais da indústria farmacêutica nos últimos anos. Com este objectivo, foi desenvolvido um estudo de caso, baseado na GlaxoSmithKline (GSK), uma empresa farmacêutica multinacional britânica, considerada a segunda maior do mundo e líder mundial no fornecimento de medicamentos para tratar as três doenças mais críticas nos países em desenvolvimento: HIV/SIDA, malária e tuberculose. A GSK foi a primeira empresa da indústria a considerar o acesso a medicamentos essenciais um assunto estratégico, tendo-­‐o incorporado não só na estratégia de Responsabilidade Social da empresa mas também na estratégia global. O desafio enfrentado exemplifica como as práticas de responsabilidade social, quando encaradas de uma forma estratégica, podem simultaneamente criar valor económico e social.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/13195
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
FCEE - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Rita Torres thesis .pdf2,8 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.