Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/12685
Título: A natureza do processo de conforto do doente idoso o crónico em contexto hospitalar : construção de uma teoria explicativa : projecto integrado de vivência e cuidado do auto-cuidado
Autor: Ribeiro, Patrícia Cruz Pontifice Luisa Valente
Orientador: Costa, Maria Arminda Mendes
Palavras-chave: Conforto
Doente idoso crónico
Hospitalização
Enfermagem
Etnografia
Comfort
Chronical ill patient
Hospitalization
Nursing
Ethnography
Data de Defesa: 2013
Resumo: O aumento da expectativa de vida, com as suas vulnerabilidades, constitui um fenómeno real impondo à sociedade um grande desafio e exigindo o investimento no conhecimento científico, para que se dê uma resposta individualizada, com mais qualidade e humanidade, às necessidades de saúde específicas das pessoas idosas. Não só o cuidado às pessoas idosas emerge como uma área específica e complexa da maior relevância para a Enfermagem, como o Conforto, como necessidade humana particular e um estado relativo à vivência do idoso, se constitui alvo de atenção e de intervenção do Cuidar de Enfermagem, sendo um óptimo indicador da qualidade dos cuidados de saúde. Procuramos compreender a natureza do processo de conforto do doente idoso crónico hospitalizado, no contexto cultural de um serviço de medicina, identificando as especificidades deste processo – na sua relação com os diferentes factores em presença e condicionantes contextuais subjacentes à sua construção e desenvolvimento, identificando as necessidades de conforto, as situações de cuidados que permitem a utilização do conceito e os papéis dos vários actores na processo de construção do mesmo, com a finalidade de elaborar uma explicação/construção teórica sobre a natureza deste mesmo processo. Parte-se da questão de investigação: Como é a natureza do processo de conforto do doente idoso crónico hospitalizado no contexto cultural de um serviço de Medicina? Quais as suas especificidades? Para compreensão da cultura confortadora da enfermagem geriátrica utilizou-se uma abordagem qualitativa com recurso ao método etnográfico recorrendo-se à observação participante, à entrevista e análise documental na recolha de dados. Com base nos eixos de investigação do estudo, o tratamento da informação apoiou-se nas estratégias propostas por Goetz & Lecompte (1988), num modelo interactivo, ciclíco e integrado, mediante as orientações propostas por Huberman & Miles (1991) e Miles & Huberman, (1994). Os resultados colocam a descoberto a complexidade do fenómeno e possibilitam um aumento do conhecimento sobre a natureza do processo de conforto geriátrico que se inscreve numa dinâmica de confluência de condicionantes (contextuais e outros) e emerge da articulação dos contextos de cuidados, dos actores e dos alicerces de cuidar/cuidado confortador, aspectos que se interpenetraram e projectam na dinâmica estruturante do processo de cuidar geriátrico. Assente numa abordagem humanista-afectiva, o processo de conforto é mediado pela interacção enfermeiro-doente idoso e sua família onde o agir integrador e intencional do enfermeiro é determinante para dar resposta às necessidades de cuidados, especificamente de conforto do doente idoso crónico. Numa lógica de integralidade, três grandes eixos estruturantes justapostos, fundadores e explicativos – eixos de ancoragem – dão sentido à construção, desenvolvimento e prática confortadora onde concorrem, em simultâneo, o conhecimento das vivências do idoso ancorado numa relação de humanitude e a co-construção de cuidados numa relação de sintonia inter-actores, dando sentido à individualização da acção confortadora da enfermagem geriátrica, num contexto de “estímulos e condicionantes” socialmente constituído, onde um colectivo em interacção contribui para a compreensão da multidimensionalidade deste processo, embora os enfermeiros ocupem uma posição privilegiada nesta abordagem espelhando a cultura confortadora da enfermagem geriátrica.
The raise of life expectancy with its vulnerabilities constitutes a real phenomena imposing society with a great challenge and demanding investment on scientific knowledge, so that a personal response with more quality and humanity can be given to specific health needs of the elderly. Not only the care of the elderly emerges as a specific and complex area of a major importance to nursing, also comfort as a private human necessity and a relative state to the lives of the elderly, constitute a target of attention and intervention on nursing care, being a major indicator of health care. One tries to understand the nature of comfort of the hospitalized chronical ill elderly, on the cultural context of a medical service, identifying the specitivaties of this process – in relation with the different present factors and contextual conditionings subjacent to its construction and development, identifying the necessities of comfort, the care situations which ables the concept use and the parts of various actors in the process, with the purpose of elaborating an explanation/construction theory about the nature of this process. An investigation question arises: what is the nature of the process of comfort of the hospitalized chronical ill elderly, on the cultural context of a medicine service, like? What are its specitivaties? So that one can understand the comforting culture of geriatric nursing a qualitative approach to the ethnographic method was used recoursing to a participant observation, to interview and documental analysis on data gathering. Based on axis of studying of investigation, the information treatment supported itself on proposed strategies by Goetz & Lecompte (1988), on a interactive, cyclic and integrated model, before proposed orientations by Huberman & Miles (1991) and Miles & Huberman (1994). The results discover the phenomena complexity and enables a raise of knowledge on the nature of the geriatric comfort process which inscribes on a dynamic of conditioning confluence (contextual and others) and emerges the articulations of care contexts, actors and the foundations of care/caring of comfort, which penetrate and project on the structured dynamic of the geriatric care process. Based on a human affective approach, the process of comfort is mediated by the interaction of nurse, elderly patient and its family where the integrated and intentional acting of the nurse is determinant in answering the needs of care, specifically of comfort of the chronical ill elderly. On the integrality logic, three major structural axis founders and explicative – axis of anchorage – give a sense to the construction development and comfort practice where they concur, simultaneously, the knowledge of the elderly livings anchored on a humanity and co-construction care relation on a syntoning inter-action relation, giving a meaning to the individualization of comfort of the geriatric nursing, on a context of “stimulus and conditionings” socially constituted, where a collective interaction contributes to the understanding of the multidimensional of this process. Even so nurses occupy a priviledge position on this approach reflecting a comfort culture to the geriatric nursing.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/12685
Aparece nas colecções:R - Teses de Doutoramento / Doctoral Theses
ICS(L) - Teses de Doutoramento / Doctoral Theses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Doutoramento - Patrícia Pontífice Sousa.pdf5,66 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.