Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/12527
Título: Cuidar da vertente espiritual em enfermagem: que sentido?
Outros títulos: Spiritual care in nursing: which sense?
Autor: Lucas, Maria Filomena Martins
Palavras-chave: Enfermagem
Cuidar
Espiritualidade
Cuidados espirituais
Nursing
Caring
Spirituality
Spiritual Care
Data: 2011
Editora: UCEditora
Citação: LUCAS, Maria Filomena – Cuidar da vertente espiritual em enfermagem: que sentido?= Spiritual care in nursing: which sense? Cadernos de Saúde. Lisboa. ISSN 1647-0559. 4:2 (2011) 15-24
Resumo: Quem sou? Para onde vou? Que sentido dou à minha vida? Estas são algumas das dúvidas, com que, por vezes, nos interrogamos ao longo da nossa vida mas que em situações de doença se tornam mais preponderantes. Aqui, quando tomamos consciência das nossas limitações e “fraquezas” entramos num percurso em que a espiritualidade, se torna, nalguns casos, mais presente. Ao longo de todo este percurso surgem os enfermeiros, profissionais dotados de capacidades e competências que procuram dentro dos recursos de que dispõem ajudar os indivíduos a encontrar um novo sentido e significado para a situação de doença. Partindo da Espiritualidade e das suas várias definições revelam -se algumas das dificuldades na uniformização do conceito. Segue -se uma breve passagem pelo “Cuidar em Enfermagem”, revelando -se alguns dos princípios que estão subjacentes nesta profissão. De um cuidar global vai -se, gradualmente, através de um pensamento reflexivo, para o Cuidar Espiritual – o que é? Como se revela? Como pode ser prestado e os constrangimentos a que estão sujeitos, resultantes, não só pela subjectividade da sua definição mas também pelas características dos profissionais que os executam. Deste processo, resultam algumas questões: Que sentido dão a estes cuidados? Que dificuldades encontram na sua prestação? Será que todos os enfermeiros estão aptos a prestar cuidados espirituais? … sobre as quais tecemos algumas considerações.
ABSTRACT - Who am I? Where am I going? Which sense to my life? These are some of the questions that sometimes we ask ourselves throughout our lives but in situations of disease become more prevalent. Here, when we become aware of our limitations and “weaknesses” enter a path in which spirituality becomes, in some cases, more present. Throughout this route arise nurses, professionals with skills and competencies, that provide help individuals, to find a new meaning and significance in the disease situation. From the Spirituality and its various definitions, some of the difficulties in standardizing the concept, are revealed. There follows a brief passage through “Nursing Care”, revealing some of the principles that underlie this profession. From a caring global, we will up gradually, through a reflective thinking, to the Spiritual Care – what is it? How it turns? As can be provided and the constraints to which they are subject, resulting not only by the subjectivity of its setting but also by the characteristics of the professionals who perform them. From this process, some questions arise: What the meaning of this care? What difficulties are in their provision? Do all nurses are able to provide spiritual care? About them we weave some considerations.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/12527
ISSN: 1647-0559
Aparece nas colecções:RCS - 2011 - Vol. 004 - Nº 02

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
CSaude_4-2 (2).pdf192,92 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.