Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/11624
Título: O sono e as funções executivas : O funcionamento executivo em sujeitos em privação crónica de sono após descanso e após um turno noturno
Autor: Brito, Filipa Raquel Ferreira
Orientador: Caldas, Alexandre Castro
Palavras-chave: Privação crónica de sono
funcionamento executivo e enfermagem
chronic sleep deprivation
executive functioning and nursing
Data de Defesa: 2012
Resumo: A privação crónica de sono (PCS), produto do trabalho por turnos e noturno, afeta de forma global o funcionamento cognitivo humano e especificamente o funcionamento executivo, culminado na diminuição da capacidade de adaptação e adequação da conduta humana. O presente trabalho tem por objetivo analisar as diferenças de desempenho em provas de cariz executivo (i.e. memória de trabalho, controlo atencional, planeamento, flexibilidade cognitiva e tomada de decisão), em sujeitos em PCS, após um período de descanso (D) e após um turno noturno de trabalho (TN). Recrutaram-se 60 enfermeiros (22 ≥ idade ≤ 37) a trabalhar por turnos, incluindo o noturno, divididos aleatoriamente em 2 grupos e submetidos a dois momentos de avaliação distintos. A sequência dos momentos de avaliação para o Grupo 1 (n=30) foi D – TN e para o Grupo 2 (n=30) foi TN – D. O protocolo experimental foi composto pela: Frontal Assessment Batery, o Índice de Qualidade de Sono de Pittsburg e para avaliação das componentes executivas acima referidas foi utilizado: o Sub-teste de Sequência de Letras e Números de WAIS-III, o Teste Stroop, os Labirintos de Porteus, o Wisconsin Card Sorting Test e o Iowa Gambling Task, respectivamente. Para análise dos resultados utilizou-se o programa estatístico SPSS 20. Foram identificadas diferenças estatisticamente significativas entre os momentos de avaliação para o número de palavras lidas no teste Stroop (situação incongruente) (p = 0,011) e o número de erros perseverativos no Wisconsin Card Sorting Test (p= 0,045). Foi ainda possível identificar a influência do fator número de anos a trabalhar nos desempenhos apresentados (p= 0,027). Concluindo, foi possível constatar a variação da performance cognitiva consoante a fase da jornada de trabalho, podendo a vulnerabilidade específica de cada componente executiva avaliada ser explicada pela influência de outros fatores tanto de ordem intrínseca como extrínseca ao sujeito.
The chronic sleep deprivation as a result of shift work affects as a whole the human cognition, but specifically the executive functioning resulting in a decrease on the ability to adapt and improve the human conduct. The present paper has as a goal to describe the performance differences in executive tasks (i.e. working memory, attention, planning, cognitive flexibility and decision making) after a rest period and after a night shift. Sixty nurses (22 ≥ age ≤ 37) currently working by shifts including the night shift were recruited and divided into two experimental groups with each group undergoing two moments of trial evaluation. The group 1 (n=30) was first evaluated after a rest period and then after a night shift. The group 2 was first evaluated after a night shift and then after a rest period. The experimental protocol is composed of: Frontal Assessment Battery, Pittsburgh Sleep Quality Index and to evaluate each of the above components we used: Sequence of letters and numbers of the WAIS-III, Stroop Test, Porteus Maze Test, Wisconsin Card Sorting Test and Iowa Gambling Task, respectively. For the statistical analysis we used the SPSS 20. It was possible to identify statistically significant differences (p= 0,011) on the number of words read (incongruent situation) in the Stoop Test and the number of perseverative errors committed on Wisconsin Card Sorting Test (p=0,045), between the two moments of evaluation. It was also possible to identify the influence of factor number of years working on the performances assessed (p=0,0027). In conclusion, it was possible to identify cognitive performance differences depending on the phase of the work journey, with each executive component showing a specific degree of vulnerability to the effects of chronic sleep deprivation, which are determined by intrinsic as well as extrinsic nature to the subject
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/11624
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
ICS(L) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Filipa Brito 2012.pdf2,75 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.