Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/11369
Título: Estudo da velocidade de exposição radioactiva de doentes submetidos a cintigrafia de perfusão do miocárdio após primeira e segunda injecção do radiofármaco, no mesmo dia
Autor: Faria, Diana Queirós Carvalho Pinto de
Orientador: Costa, Durval Campos
Faria, Diogo Alexandre Borges de
Silva, Joana Vale Ferreira da
Data de Defesa: 19-Nov-2012
Resumo: No âmbito da Medicina Nuclear/Molecular, o principal objectivo do presente trabalho prendeu-se com a determinação da velocidade de exposição derivada de pacientes que realizaram uma cintigrafia de perfusão do miocárdio, após ambas as injecções. Subsequentemente, e mantendo-se central atenção no mesmo propósito, surgiu o interesse em se avaliar o efeito “esvaziar a bexiga” na diminuição da velocidade de exposição, previamente à saída dos pacientes das instalações hospitalares. Com vista à realização de um estudo comparativo, aplicaram-se, posteriormente, as doses recomendadas pela European Association of Nuclear Medicine (EANM). O efeito induzido pela distância foi igualmente alvo de apreciação, quer na análise da variação da velocidade de exposição derivada da eliminação por via urinária, como, num último ensaio, onde se valorizou a variável “área”. Uma vez que seria necessário o estabelecimento de um tempo de medição protocolar, o corrente trabalho assentou, ainda, na comparação dos resultados encontrados da utilização de 10 e 60 segundos. No desenvolvimento de toda a investigação desencadeada utilizou-se como instrumento de medição um contador Geiger-Müller. Deste modo, a metodologia adoptada assentou essencialmente na medição de pacientes ao nível do tórax e da bexiga e, numa última análise, de uma fonte pontual e de um fantoma rectangular. Como principais resultados destacam-se a percepção da inexistência de diferenças entre a utilização de 10 ou 60 segundos, como tempo de aquisição de contagens, e a observação de uma diminuição na velocidade de exposição, devida ao esvaziamento da bexiga dos utentes, de aproximadamente 18,5% e 20,6%, ao nível dos pontos Tórax e Bexiga, respectivamente. As velocidades de exposição médias encontradas após a primeira injecção corresponderam a 8,62 e 10,78 μSv/h e, numa segunda administração de radiofármaco, a 25,15 e 30,85 μSv/h, ao nível do tórax e bexiga, respectivamente. Por seu lado, aplicando as doses recomendadas pela EANM, observa-se, claramente, um aumento da velocidade de exposição após ambas as injecções. A variável “distância” provou ser decisiva na interpretação do efeito “esvaziar a bexiga”, ao passo que a introdução do factor “área” na medição da velocidade de exposição se evidenciou determinante no contexto em que foi aplicado. Pelo presente trabalho foi então possível verificar que a velocidade de exposição apresentada pelos utentes que realizaram cintigrafia de perfusão do miocárdio não ultrapassa o limite estabelecido (50 μSv/h). No entanto, a adopção protocolar do esvaziamento da bexiga dos pacientes possibilita ainda uma significativa diminuição do parâmetro avaliado.
The main aim of this study was to determine the exposure rate from patients who went through clinical routine myocardial perfusion imaging studies that include two injections of the requested radiopharmaceutical. Furthermore, there was an imminent interest in analysing the reduction of this value by applying the effect of “emptying bladder”, previously to patients’ exit from the hospital building. Searching for a comparative evaluation, the exposure rate from the recommended radioactive activities for these myocardial perfusion studies and oriented by the European Association of Nuclear Medicine (EANM) was also estimated. Additionally, the effect produced by increasing distance was analysed, both in evaluating the exposure rate variation, by emptying the bladder, and, in a last test, establishing the area as a study-case. Once there was a need to establish the protocol acquisition time, the present work compared the information that resulted from measures obtained during 10 and 60 seconds. On developing all research, the Geiger-Müller counter was used to collect all measures. Therefore, the basic implemented methods were due to measurements at thorax and bladder levels. Finally, a rectangular phantom and a point source were measured. The main results showed no differences between applying 10 or 60 seconds for the time during which the exposure rate was measured, and a significant decrease on exposure rate, whenever measures after “emptying bladder” were compared with measures before “emptying the bladder” (18.5 and 20.6% less than full bladder, near the thorax and bladder, respectively). The averaged exposure rates, found after a first injection, were 8.62 and 10.78 μSv/h. Following the second radiopharmaceutical administration, those rates were 25.15 and 30.85 μSv/h, at thorax and bladder levels, respectively. The use of the recommended activities of EANM leaded to a clear increase of the exposure rates, after both injections, i.e. at the end of the examination. Distance proved to be critical in the interpretation of the effect “emptying bladder”, as well as the introduction of the variable “area”, in measuring exposure rates, showed to be crucial in the applied context. This study showed that the exposure rates, in patients that underwent myocardial perfusion imaging, did not exceed the established limit value (50μSv/h) for release into the general environment. Nevertheless, adopting a systematic protocol obligation to recommend patients to empty their bladder before leaving the Nuclear Medicine facility can reduce exposure rate values even further and, therefore, reduce the potential environmental contamination.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/11369
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
ESB - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Mestrado - Diana Q C P Faria.pdf7,42 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.